Governo do Estado de Pernambuco

quarta-feira, 24 de junho de 2020

Major Lucena, o PM do PT, aprece como o mais votado em enquete que pergunta aos garanhuenses em quem pretendem votar para vereador


Em enquete com mais de 1.200 participantes, o Major Lucena, o PM do PT, apareceu em primeiro lugar, disparado, com o dobro de votos do segundo colocado, como o favorito na preferência dos garanhuenses para ocupar uma das 17 vagas na câmara de vereadores de Garanhuns na próxima legislara.

O Major Lucena que já foi vereador pelo Partido Verde, PV, irá disputar as próximas eleições pelo Partido dos Trabalhadores, PT, defendendo as ideias do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas áreas da educação, saúde, desenvolvimento, cultura e inclusão social.

sexta-feira, 19 de junho de 2020

Sivaldo defende Garanhuns como terra dos festivais


Do Blog de Ronaldo Cesar

Em recentes entrevistas a meios de comunicação e lives nas redes sociais para influenciadores digitais, o deputado estadual Sivaldo Albino tem defendido transformar Garanhuns na Terra dos Festivais, como forma de atrair turistas durante todo o ano, dos mais diferentes perfis. "Já temos o grandioso Festival de Inverno, A Magia do Natal e o Viva Dominguinhos. No entanto a prefeitura cometeu o erro de acabar com o Garanhuns Jazz Festival, e ainda deixar de incentivar e patrocinar o MotoFest. Nosso município precisa se transformar na Terra dos Festivais, pois trata-se de um incremento importante em nossa economia, além de ter um impacto positivo na imagem de Garanhuns que impulsiona o turismo permanente e autosustentável" - Afirmou o deputado, que tem seu nome citado como principal nome da oposição municipal para a eleição de prefeito este ano.

Sivaldo Albino tem ido além em sua defesa de grandes eventos. "Não podemos menosprezar a força dos eventos religiosos, já provados em Garanhuns que dão certo. Precisamos apoiar cada vez mais o Festival Gospel, talvez até em outra época do ano também. Vamos conversar com lideranças evangélicas e construir uma proposta juntos. Quanto aos católicos, sabemos que o período da Semana Santa tem grande atrativo. Garanhuns está na Rota da Fé, tem igrejas e prédios religiosos belíssimos, vamos projetar um evento ou programação que se torne atraente a quem quiser viver este momento de celebração em nosso município".

Segundo Sivaldo, o evento da Magia do Natal cresceu e deve continuar crescendo, com grandes programações e com perfil voltado às famílias. "Lembro que quando fui vereador e presidente da Câmara Municipal apoiamos a criação do Natal de Garanhuns, e ficamos felizes em ver seu crescimento ao longo dos anos, mesmo mudando de nome, mas sem perder o perfil. Com certeza terá sempre nosso apoio para ser sempre belo, atraente e que impulsione nosso comércio ao final do ano". - Explica.

Quanto ao Festival Viva Dominguinhos, Sivaldo também acredita que pode crescer. "Garanhuns deve ter seu calendário com grandes eventos, e com certeza o Viva Dominguinhos deve ser muito bem tratado. É um erro acabar eventos como fez a atual gestão municipal. O que precisamos é criar, cuidar e desenvolver, nunca acabar, como aconteceu com os Festivais da Jovem Guarda, FEMUARTE, Jazz e MotoFest." - Afirma o deputado.

Sivaldo tem conversado com os produtores Giovanni Papaleo e Jackson Rocha para o retorno do Garanhuns Jazz. O evento já aconteceria este ano, contudo, devido a pandemia foi adiado, mas já está acertado entre o deputado e os produtores que em 2021, com o apoio do Governo do Estado de Pernambuco, o Jazz volta a Garanhuns.

Governo de Pernambuco determina que disciplinamento do acesso a praias, calçadões e parques fique a cargo dos municípios


O governador Paulo Câmara assina decreto nesta sexta-feira (19.06) que coloca a regulamentação do acesso a praias, parques e calçadões a cargo dos municípios. No que se refere às praias, o decreto é válido apenas para as cidades da Região Metropolitana do Recife. Faixas litorâneas das cidades das Matas Sul e Norte permanecem fechadas, porque ainda não estabilizaram os números da contaminação da Covid-19. A determinação passa a valer já neste sábado (20.06).

Dando continuidade ao Plano de Convivência com a Covid-19, o Governo do Estado estabeleceu uma série de discussões com os municípios sobre as atividades sociais. A Secretaria de Turismo e Lazer definiu junto, com as prefeituras da Região Metropolitana, protocolos para o restabelecimento das atividades nas praias de maneira gradual.

“Essa decisão leva em consideração as peculiaridades apresentadas por esses equipamentos públicos, que são tão importantes para a população, para a cadeia do turismo e para diversas atividades das economias locais”, destacou o secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes.

O Plano de Convivência com a Covid-19 do Governo do Estado prevê a retomada das atividades paralisadas pela pandemia de maneira gradual, de acordo com a estabilização dos dados da saúde. Oitenta e cinco municípios do Agreste e Zona da Mata não tiveram a abertura do comércio permitida, por apresentarem demanda crescente por leitos de UTI e instabilidade na curva de casos e óbitos provocados pelo novo coronavírus.

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Túlio Gadêlha entra com ação popular e com PDL contra portaria do MEC que extingue política de cotas em programas de pós-graduação


O deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) entrou, nesta quinta-feira (18), com ação popular na Justiça federal pedindo anulação da decisão do agora ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, que revoga a portaria que previa a inclusão de negros, indígenas e pessoas com deficiência em programas de pós-graduação em universidades e institutos federais. A ação também foi assinada pelos deputados federais Wolney Queiroz (PE) e André Figueiredo (CE), ambos do PDT.

“A título de extrema urgência, o perigo de lesão grave não poderia ser mais premente, sendo fato notório a conjuntura de desigualdade racional experimentada no país de forma estrutural e que pode se agravar com o desmantelamento do aparelho estatal voltado para o saneamento dessa terrível mácula histórica”, diz a ação.

Além da medida judicial, Gadêlha também apresentou, em coautoria com as deputadas federais Margarida Salomão (PT-MG) e Maria do Rosário (PT-RS), um Projeto de Decreto Legislativo (PDL) no Parlamento para suspender a mesma portaria.

A demissão de Weintraub foi confirmada na tarde desta quinta-feira. “Demorou, mas finalmente caiu o pior ministro da Educação que o Brasil já teve. Um ministro que não tem a mínima compostura para ocupar um cargo tão necessário ao país. Um ministro que se preocupou única e exclusivamente em fazer balbúrdia, agredir a língua portuguesa e aqueles que pensam diferente. Weintraub foi mais um erro grotesco do governo Bolsonaro”, critica Gadêlha.

O temor dos Bolsonaro com a prisão da mulher de Queiroz

Márcia Oliveira de Aguiar, mulher de Fabrício Queiroz | Reprodução/Facebook

Por Lauro Jardim

Para quem conhece de perto como funciona o sistema de lealdade de Fabrício Queiroz com a família Bolsonaro, o mandado de prisão contra Marcia Aguiar é o que mais preocupa Jair e Flavio Bolsonaro. Mais até do que a prisão do próprio Queiroz.

Márcia é mulher de Queiroz e está foragida após ter a prisão autorizada por determinação do juiz Flávio Itabaiana Nicolau, da 27ª Vara Criminal do TJ do Rio.

Fabrício Queiroz sempre deixou claro para a família do presidente que poderia assumir toda e qualquer acusação que lhe fosse imputada por eventuais investigações do Ministério Público desde que sua mulher, Márcia, e sua filha Nathália (ex-funcionária do gabinete de Jair Bolsonaro na Câmara) não sofressem qualquer consequência nos processos das rachadinhas.

Ou seja, se nada acontecesse com elas, ele nunca contaria nada que desabonasse a família Bolsonaro.

Quem é Fred Wassef, bolsonarista raiz que defende Flávio no caso Queiroz

O advogado Frederick Wassef, defensor do senador Flávio Bolsonaro Foto: TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Do Estadão

O advogado criminalista paulistano Frederick Wassef comanda a defesa de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no caso Queiroz, revelado pelo Estadão, desde o dia 6 de junho de 2019. Foi na casa dele, nesta quinta, 18, que o ex-assessor de Flávio Fabrício Queiroz, foi encontrado e preso em operação da Polícia Civil e do Ministério Público de São Paulo em Atibaia.

Ele também defende o presidente Jair Bolsonaro no caso Adélio Bispo, que atingiu com uma facada o então candidato à Presidência em 2018 em Juiz de Fora, Minas Gerais. O advogado participou na quarta-feira, 17, da cerimônia de posse do ministro das Comunicações, Fábio Faria, em Brasília.

Integrante do círculo mais próximo da família Bolsonaro, Wassef é o que se pode chamar de bolsonarista “raiz”. Crítico do que chama de “indústria dos radares”, defensor de “ações mais efetivas da polícia” no combate à violência, católico praticante, adversário da esquerda, Wassef costuma fazer rondas de carro pela madrugada paulistana, nas quais grava em vídeo flagrantes de desperdício de dinheiro público ou suspeita de corrupção.

O primeiro contato entre Jair Bolsonaro e Fred, como é conhecido, foi por acaso. Wassef ganhou de presente um smartphone quando estava internado para tratamento de câncer, clicou no ícone do Youtube e caiu sem querer em um discurso do atual presidente sobre controle de natalidade. A identificação foi imediata. No dia seguinte Fred telefonou para o gabinete de Bolsonaro na Câmara. Com seu temperamento intenso, convenceu a secretária a passar a ligação ao então deputado. Depois de mais de uma hora de conversa, marcaram um encontro pessoal. Isso foi em 2014.

Desde então, Bolsonaro e a primeira-dama, Michelle, passaram a frequentar a casa de Fred e sua ex-mulher, a empresária Cristina Boner, em Brasília. Em 2015, Bolsonaro comprou por R$ 50 mil uma Land Rover de uma das empresas de Cristina. Wassef gosta de dizer que foi o primeiro a incentivar o então deputado do baixo clero a disputar a Presidência. Quando a ideia não passava de um devaneio, Fred, nascido e criado em bairro nobre de São Paulo, levou o capitão para circular nos salões da elite paulistana.

Além da amizade, Wassef passou a orientar Bolsonaro juridicamente. “Conheço a família desde 2014 e tive uma atuação de consultoria jurídica e advocacia. Sempre no sentido do restabelecimento da verdade. Bolsonaro é, há tempos, vítima de crimes como denunciação caluniosa, calúnia e difamação. Ele foi vítima de uma insana perseguição contra um homem que é um verdadeiro herói.”

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) teve quebra de sigilo decretada pela Justiça. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Relação. A relação de extrema confiança levou Wassef a desbancar medalhões da advocacia criminal que se ofereciam para defender Flávio. Antes de assumir o caso do senador, Fred atuava como consultor, às vezes aconselhando as advogadas Nara Nishizawa e Paula Barione, que continuam na equipe. 

Avesso aos holofotes, Wassef costuma manter a discrição nos casos em que atua. A decisão de levar Flávio para a frente das câmeras é uma exceção. “Eu não vejo que o papel do advogado seja ficar dando entrevista nem publicidade à defesa técnica do cliente. Via de regra, nunca falo com imprensa, não dou entrevista, jamais permiti ser fotografado.” Mudou nesse caso. “Excepcionalmente, entendi que a situação é atípica, fora da curva. Flávio está sofrendo um massacre midiático.”

Além do flanco midiático, Wassef quer se aproximar do Ministério Público do Rio, onde corre a investigação contra Flávio. “Vou atuar diretamente dentro do MP-RJ cooperando, indicando assistência técnica e pretendo provar na própria investigação os equívocos e distorções propagadas pela imprensa.” Uma das bases da argumentação jurídica será a versão dada pelo ex-assessor de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) Fabrício Queiroz, investigado por movimentações suspeitas de R$ 1,2 milhão. 

“Queiroz falou várias vezes que Flávio nunca teve conhecimento de tudo o que ele fez no passado, que jamais foi repassado qualquer valor financeiro a ele. A tal da ‘rachadinha’ não existe.” Indagado sobre o fato de Queiroz ter admitido que recolhia parte dos salários dos funcionários do gabinete para contratar outras pessoas, Wassef disse que se houve algum ilícito, a culpa é do ex-assessor.

“Na verdade, não acredito nem em ilícito. Às vezes, a pessoa pode ter feito o que fez achando que era a melhor forma de administrar seu trabalho. Mas, se houve irregularidade, com certeza a responsabilidade é dele. Meu cliente jamais teve ciência”. Embora tenha dois habeas corpus na Justiça do Rio nos quais alega que a investigação contra Flávio é ilegal, Wassef já se prepara para recorrer às Cortes superiores.

A argumentação que,  segundo ele, tem o objetivo de “restabelecer a verdade”, se baseia em cinco pontos: a defesa teve uma vitória quando o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), trancou a investigação admitindo que houve quebra ilegal do sigilo de Flávio pelo MP do Rio  e Coaf (decisão revertida pelo ministro Marco Aurélio Mello); houve vazamento de informações sigilosas; o MP negou que o senador fosse investigado quando, segundo a defesa, era o verdadeiro alvo dos promotores; o filho do presidente foi o único dos 26 integrantes da Alerj investigados por movimentações atípicas cujo caso foi vazado; houve quebra de sigilos e investigação contra um parlamentar sem autorização da Justiça.

Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL), em entrevista ao SBT antes de passar por cirurgia em São Paulo Foto: Reprodução/SBT

Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, é preso em São Paulo


O Globo

O Ministério Público do Rio de Janeiro prendeu na manhã desta quinta-feira o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz. Ele e o senador são investigados pelo esquema da rachadinha na Assembleia Legislativa do Rio. Queiroz foi preso em Atibaia, no interior de São Paulo e deve vir para o Rio, onde é investigado.

O MP do Rio também cumpre mandados de busca e apreensão em diversos endereços da capital. Um deles é a casa de Bento Ribeiro, escritório político da família Bolsonaro.

Ele esteve no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio entre 2007 e 2018 e, no período, emplacou sete parentes na estrutura. Além dele, também foram lotados outros sete parentes dele no gabinete de Flávio desde 2007. Entre os parentes de Queiroz investigados junto com ele, estão a mulher, a enteada e duas filhas, uma delas é a Nahtalia Queiroz, conhecida por ser personal trainer.

O endereço onde Queiroz foi preso em São Paulo está em nome do advogado Frederick Wassef que atua na defesa do senador no procedimento de investigação criminal.

Alvo principal desta quinta-feira, Queiroz tenta explicar desde o fim de 2018 uma “movimentação atípica” de R$ 1,2 milhão, no intervalo de um ano, em suas contas.

Questionado sobre a movimentação atípica em sua conta, Fabrício de Queiroz afirmou que suas transações financeiras eram fruto da compra e venda de veículos usados. Porém, além da movimentação de R$ 1,2 milhão, o ex-assessor da Alerj também entrou no radar do Coaf por outros R$ 5,8 milhões movimentados nos últimos três anos. Somados, os valores somam transações atípicas de R$ 7 milhões.

quarta-feira, 17 de junho de 2020

Shoppings reabrem com 30% da capacidade a partir do dia 22


Com o monitoramento constante e o controle do número de casos de infectados pelo novo Coronavírus, o Governo de Pernambuco anuncia o avanço de mais uma etapa do Plano de Monitoramento e Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19. A partir da próxima segunda-feira (22), os shopping centers poderão reabrir de forma controlada ao público (30% da capacidade), em horário reduzido, das 12h às 20h, seguindo novos protocolos de segurança, higiene e comunicação com os clientes. As demais lojas do varejo de rua também voltarão a funcionar, das 9h às 18h, horário já determinado para as de até 200 metros quadrados, que retomaram as atividades no início desta semana.

A construção civil, que estava operando com 50% de sua carga operacional desde o dia 8, agora funcionará com 100% do seu efetivo, tanto na Região Metropolitana do Recife (RMR) quanto nas cidades do Interior.

Os 85 municípios do Agreste e da Zona da Mata (Norte e Sul) que apresentaram aumento na demanda por leitos de terapia intensiva, no entanto, continuarão sob monitoramento e não estão autorizados a ampliar as regras de flexibilização das atividades econômicas por enquanto. Estas cidades permanecem enquadradas na segunda etapa (conferir o detalhamento ao final do texto).

No caso dos shoppings, o acesso às áreas comuns deverá ser controlado pela administração. Além do horário restrito de funcionamento, só poderá haver um cliente para cada dez metros quadrados de área de circulação. As praças de alimentação só poderão funcionar para delivery e coleta. Dentro das lojas, assim como determinado anteriormente para o varejo de rua, a regra é 20 metros quadrados por cliente. Por exemplo: num estabelecimento de 200 m², deverá haver no máximo dez consumidores ao mesmo tempo no interior da loja. A equipe não entra no cálculo.

Todas as orientações a respeito do funcionamento do comércio varejista e atacadista, construção civil, serviços médicos, salões de beleza, serviços de estética, concessionárias e empresas de locação estão disponíveis para consulta na internet, no site oficial www.pecontracoronavirus.pe.gov.br, na seção “protocolos setoriais para evitar a transmissão da Covid-19”. O processo de reabertura da economia foi dividido em 11 etapas, e tem se desenvolvido de acordo com os indicadores da saúde.


RESTRIÇÕES NO INTERIOR


Como o comportamento da curva de contaminação no interior do Estado fez o Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19 estacionar em 85 cidades do Agreste e Zona da Mata, nas regiões de Caruaru, Garanhuns, Palmares e Goiana, essas localidades permanecem com seguindo as regras determinadas no calendário de flexibilização até o dia 10 de junho, quando voltaram a funcionar clínicas e consultórios médicos, odontológicos, fisioterapêuticos, psicológicos e veterinários.

Portanto, nas cidades enquadradas neste grupo, só estão autorizadas a operar lojas de material de construção e comércio atacadista (respeitando protocolos); delivery e drive thru do comércio varejista de rua e de shopping centers; construção civil com 50% de seu operacional e os serviços de saúde já relatados. Treinos de futebol profissional, no entanto, estão autorizados a acontecer.


CRITÉRIOS PARA REABERTURA


Desde o anúncio do Plano de Convivência com a Covid-19, no dia 2 de junho, têm sido considerados a relevância socioeconômica dos setores e os riscos que o retorno de cada atividade representa, no tocante à disseminação da doença. Todos os setores estarão sujeitos a novos protocolos de segurança, que são baseados em distanciamento social, regras de higiene e monitoramento e comunicação.

O estudo que determina as etapas de convívio e reabertura das atividades econômicas foi produzido pelo Comitê Socioeconômico de Enfrentamento ao Coronavírus, do Governo do Estado, em diálogo com as federações de representações empresariais e a Consultoria Deloitte, que utilizou pesquisas de referência mundiais e nacionais.

Governo de Pernambuco distribui mais um milhão de máscaras à população


O Governo de Pernambuco obteve, nesta quarta-feira (17.06), mais um reforço na luta contra a disseminação do novo coronavírus, ao receber do Banco Itaú, por meio do projeto Todos pela Saúde, a doação de um milhão de máscaras de tecido, que serão direcionadas à população pernambucana. O material foi repassado para a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) que, em parceria com a organização de responsabilidade social Regra 3, distribuirá os EPIs para os 85 municípios do Estado onde o número de casos confirmados e óbitos por Covid-19 e da demanda por leitos no sistema de saúde ainda não apresentaram uma redução significativa. A intenção é reforçar a prevenção nessas cidades que não avançaram para a terceira etapa do Plano de Convivência com a Covid-19.

O quantitativo de máscaras para cada cidade será definido levando em consideração fatores como o número de habitantes e de casos confirmados da doença. A distribuição varia entre três mil e 50 mil unidades por município. A logística de entrega, também uma doação da empresa Ebrasil, começará ainda este mês. Uma vez nos municípios, caberá às Unidades Básicas de Saúde (UBS) a responsabilidade pela distribuição direta à população.

Além desses 85 municípios, as máscaras serão distribuídas também à população indígena, que receberá 110 mil itens de proteção individual. Os movimentos sociais da Região Metropolitana do Recife serão beneficiados com 150 mil máscaras, e nos terminais de transporte intermunicipal serão distribuídas 34 mil unidades. As máscaras são feitas de tecido e seguem as recomendações dos órgãos de vigilância sanitária, podendo ser reutilizadas após a lavagem.

O secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes, destacou a importância da doação, feita pelo projeto Todos pela Saúde, em um momento em que o Estado inicia a retomada das atividades. “A máscara passou a ser um item obrigatório e essencial no combate à disseminação do vírus, mas sabemos que muitas pessoas ainda não têm condições de adquirir diversas máscaras para o uso no dia a dia. Neste momento, é primordial que a população esteja mais protegida, com esse tipo de equipamento. Com essa doação, poderemos chegar à parcela mais vulnerável da população do Estado, garantindo essa proteção”, enfatizou, agradecendo às equipes do Banco Itaú, da Regra 3 e da Ebrasil pelo apoio e solidariedade.

De acordo com Claudia Politanski, vice-presidente do Itaú Unibanco, a identificação das necessidades e prioridades de cada Estado é feita por meio dos gabinetes de crise constituídos em todo o Brasil. “Para que essas doações aconteçam, tem sido muito importante a parceria do Todos pela Saúde com os governos estaduais e municipais, a exemplo do que acontece em Pernambuco”, afirmou.

Já a Sócia Diretora da Regra 3, Karla Paes, contou como firmou a parceria com a Ebrasil para garantir a logística. A empresa é responsável pela campanha Máscara para Todos, que já doou mais de 100 mil máscaras desde o início da mobilização, com trabalho totalmente voluntário. “Não poderia ser diferente com a doação do Itaú. O custo da logística teria que ser patrocinado por algum parceiro. A Ebrasil, que já é cliente da Regra3, quando soube do nosso desafio se prontificou em assumir toda logística de distribuição. Agora, nosso terceiro desafio será fazer essa entrega em 10 dias, pois nosso lema sempre foi ‘Máscara parada é vida desprotegida’", concluiu.

Romário Dias:“Estamos vivendo um dos priores momentos da História do Brasil”


O deputado estadual Romário Dias (PSD) avaliou o atual cenário pelo qual o Brasil está passando. Durante entrevista ao programa Folha Política, da Rádio Folha, o parlamentar falou sobre sua preocupação com a política nacional e ressaltou a falta de entendimento entre os três poderes a nível nacional.

“Estamos vivendo um dos priores momentos da História do Brasil. É um momento de muita inquietação, no qual estamos precisando de maturidade dos três poderes para que o Brasil possa seguir no seu caminho de desenvolvimento”, ressaltou durante a entrevista por telefone, na última segunda-feira.

Segundo o deputado, há “uma deterioração do Congresso Nacional, do Supremo Tribunal Federal e do Poder Executivo”. “Os três poderes da nação estão em uma guerra constante. Não pode mais continuar essa briga, essa intriga entre eles. A gente vai dormir e já fica esperando qual é a notícia do dia seguinte que vai colocar em xeque o sistema político, social e econômico do Brasil”, declarou.

Romário também afirmou estar “preocupado” e disse que não vê saída para esse momento no qual o país está imerso. “Como alguém vem investir no Brasil se não tem segurança jurídica? Como você vem para o Brasil se (os poderes) Executivo e Legislativo estão se engalfinhando todos os dias? É muito complicado. Estou vendo as coisas muito difíceis e não consigo enxergar uma saída”, analisou.

Ainda segundo o parlamentar, a coesão entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário é de suma importância para vencer a pandemia causada pelo coronavírus. Romário sugeriu que fosse formado um grupo de parlamentares (deputados federais e senadores) e ministros “para se discutir uma pauta que possa fazer com que o País cresça e se desenvolva”.

“Quando a cabeça não pensa, o corpo padece. E a cabeça, no Brasil, está com problema. Hoje, parece uma brincadeira em que se disputa quem tem a melhor bola de gude. O Supremo Tribunal Federal, o Poder Executivo, a Câmara Federal e o Senado Federal precisam entender a grandeza que é o Brasil; somos um país continental, o maior país da América latina. Está faltando nos nossos políticos (a nível nacional) tranquilidade e maturidade para fazer o Brasil voltar para o eixo do desenvolvimento social e econômico”, concluiu.

Paulo Câmara anuncia a retomada das celebrações religiosas


O governador Paulo Câmara anunciou, nesta quarta-feira (17.06), a reabertura gradual, a partir da próxima segunda-feira (22.06), das igrejas e templos religiosos em Pernambuco. A medida, que integra a quarta fase do Plano de Convivência com a Covid-19, valerá para todo o Estado, com exceção dos 85 municípios do Agreste e das Matas Norte e Sul que não avançaram na retomada das atividades econômicas – por ainda não apresentarem a mesma estabilização média da pandemia que vem sendo verificada nas demais regiões pernambucanas.

Os espaços religiosos precisarão seguir um rígido protocolo, com uma série de medidas preventivas, e limitar o público a 30% de sua capacidade, podendo chegar ao limite de 50 pessoas nos templos com capacidade de até mil lugares e 300 pessoas nos locais com capacidade acima de mil lugares.

“As atividades religiosas têm um papel fundamental para a sociedade, realizando ações sociais relevantes, e asseguram o conforto espiritual, sobretudo em um momento tão difícil como o que estamos atravessando. Mas precisam ocorrer com consciência e a colaboração de todos. A pandemia não acabou e precisamos continuar com os cuidados necessários”, destacou o governador Paulo Câmara.

Entre as regras estabelecidas, além da limitação do público, está a adoção de um intervalo entre as celebrações, que deve ser de três horas no mínimo, tanto para evitar aglomeração quanto para garantir uma efetiva limpeza do ambiente. Preferencialmente, devem ser disponibilizados cadeiras e bancos de uso individualizado, em quantidade compatível com o número máximo de participantes autorizados para o local. No caso de bancos de uso coletivo, eles devem ser reorganizados e demarcados de forma a garantir o afastamento recomendado.

Além disso, também deve ser realizado o controle do fluxo de entrada e saída de pessoas e, na hipótese de formação de filas, deve haver demarcação para manter o distanciamento mínimo. Sempre que possível, as portas de entrada devem ser distintas das de saída, havendo sinalização de sentido único, de modo a evitar que as pessoas se cruzem. Antes, durante e depois da realização das celebrações religiosas devem ser evitadas práticas de aproximação entre as pessoas e outras formas de contato físico, como dar as mãos, beijos, abraços, apertos de mãos, entre outros.

"Todas essas regras foram discutidas com lideranças de cada religião, e proporcionarão maior segurança a todos que frequentarem as celebrações", ressaltou Paulo Câmara.


MEDIDAS PARA A RETOMADA DAS CERIMÔNIAS RELIGIOSAS


Os espaços destinados às celebrações religiosas (missas, cultos, ritos, rituais) devem respeitar as orientações para preservação do afastamento físico entre as pessoas, além de adotar minimamente as seguintes medidas de proteção e de distanciamento social:


MEDIDAS DE PROTEÇÃO


1. O uso da máscara é obrigatório durante todo o período que estiverem fora de suas residências, mantendo seu uso durante as celebrações;

2. Os templos devem disponibilizar acesso fácil a pias providas com água corrente, sabonete líquido e toalhas descartáveis, sempre que possível;

3. Os templos devem disponibilizar álcool 70% em todos os acessos;

4. Grupos de risco (idosos maiores de 60 anos, gestantes e pessoas com comorbidades) devem permanecer em casa e acompanhar as celebrações por meios de comunicação como rádio, televisão, internet, entre outros recursos;

5. Crianças menores de 10 anos devem permanecer em casa, mesmo que existam espaços destinados à recreação, como espaço kids, brinquedotecas e similares, uma vez que esses devem permanecer fechados;

6. Nas congregações que celebram a ceia, com partilha de pão e vinho, ou celebração de comunhão, os líderes religiosos e o público devem higienizar as mãos antes de realizar a partilha. As pessoas devem respeitar o distanciamento aconselhado, e a comunhão será dada nas mãos, com a devida reverência;

7. O método de ofertório deve ser revisto de forma a não haver contato físico entre as pessoas;

8. Fica proibido o compartilhamento de materiais como bíblia, revista, rosário, jornais, entre outros. O uso desses deve ser individual;

9. Dispensadores de água benta ou outro elemento de consagração de uso coletivo devem ser bloqueados;

10. Após as celebrações, o local deve ser rigorosamente desinfetado principalmente, os mais tocados, como os bancos, maçanetas de portas, microfones entre outros;

11. A limpeza e desinfecção dos sanitários devem ser intensificadas;

12. Os dispensadores de água dos bebedouros que exigem aproximação da boca com o ponto de saída da água devem ser bloqueados;

13. Todos os ambientes devem ser mantidos preferencialmente abertos, arejados e ventilados, de forma natural.


MEDIDAS DE DISTANCIAMENTO SOCIAL


1. As celebrações serão limitadas, no que se refere ao número de participantes, a 30% da sua capacidade de acomodação, podendo chegar, no máximo, a 50 pessoas. Nos templos com capacidade de acomodação maior ou igual a 1.000 pessoas, as celebrações devem ser realizadas com, no máximo, 300 participantes. Dentre os participantes estão o celebrante, os apoiadores, os colaboradores e o público em geral;

2. A distância mínima de segurança entre os participantes deve ser de 1,5m, excetuando-se os participantes do mesmo grupo familiar que residam juntos;

3. O intervalo entre as celebrações deve ser de, no mínimo, 3 horas, tanto para evitar aglomeração, quanto para garantir uma efetiva limpeza/desinfecção do ambiente;


4. Preferencialmente, devem ser disponibilizados cadeiras e bancos de uso individualizado, em quantidade compatível com o número máximo de participantes autorizados para o local;

5. Bancos de uso coletivo devem ser reorganizados e demarcados de forma a garantir que as pessoas se acomodem nos locais indicados e mantenham o afastamento recomendado;

6. Deve ser realizado o controle do fluxo de entrada e saída de pessoas, e na hipótese de formação de filas, deve haver demarcação para manter o distanciamento mínimo de 1,5 metros entre as pessoas;

7. Sempre que possível, as portas de entrada devem ser distintas das de saída, havendo sinalização de sentido único, de modo a evitar que as pessoas se cruzem;

8. Antes, durante e depois da realização das celebrações religiosas, devem ser evitadas práticas de aproximação entre as pessoas e outras formas de contato físico, como dar as mãos, beijos, abraços, apertos de mãos, entre outros; 

9. Cartazes com orientações a respeito das medidas de prevenção e controle da COVID- 19, bem como das regras para o funcionamento dos templos religiosos devem ser fixados em pontos estratégicos e visíveis às pessoas, devendo haver, também, compartilhamento destas informações por meio eletrônico como redes sociais.

terça-feira, 16 de junho de 2020

Seguem abertas as Inscrições para o Vestibular 2020.2 da AESGA


As Faculdades Integradas de Garanhuns – FACIGA, que tem como Instituição mantenedora a Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns – AESGA, seguem com as inscrições abertas para mais um Processo Seletivo.

Estão disponíveis vagas para os cursos de Administração, Direito, Engenharia Civil, Secretariado Executivo Bilíngue, Gestão Hospitalar, Gestão em Recursos Humanos, Arquitetura e Urbanismo e bacharelado em Educação Física.

Esse ano o Vestibular da AESGA apresenta uma novidade, sendo realizado com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM. De acordo com a presidente da Autarquia, Neide Brandão, as vagas remanescentes serão disponibilizadas para realização de Vestibular Agendado.

Além das vagas destinadas ao ENEM, a AESGA inicia uma nova modalidade: o ingresso Por Mérito. Trata-se do Processo Seletivo que ocorrerá mediante a análise da pontuação do histórico escolar do Ensino Médio do candidato, com foco naqueles interessados que não fizeram o Exame.

As inscrições para o Processo Seletivo, ao valor de R$ 45,00 (quarenta e cinco reais), serão realizadas até o dia 28 de junho e a data limite para Entrega dos Boletins é de 2 de julho.

Para esta Edição, também estarão abertas vagas para Portador de Diploma, Transferidos e Reintegrados. As inscrições deverão ser feitas por meio do site http://cespa.aesga.edu.br/ ou através do link: http://acadweb.ddns.us:8080/aesga/acadweb.modulo.vestibular.php.

Para os inscritos no Processo Seletivo ENEM, o envio das documentações é obrigatório, devendo os referidos candidatos enviar através do link a seguir: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfKZKCTRz74mGvrBnJyUfCF1voI2cG_BTbdHHceBSFwjwwfEw/viewform.

Assim como o Manual do Aluno, o Calendário e todas as normas para participação no Processo Seletivo da Autarquia, bem como os editais também estão disponíveis no site do CESPA.


VESTIBULAR 2020.2


* PROCESSO SELETIVO – NOTA ENEM 2020.2


Inscrições: até 28 de junho

Entrega dos Boletins: até 2 de julho


* PORTADOR DE DIPLOMA E TRANSFERÊNCIA EXTERNA


Inscrições: até 16 de junho


* REINTEGRADOS e ALUNOS ESPECIAIS


Inscrições: até 30 de julho


* MUDANÇA DE TURNO e TRANSFERÊNCIA INTERNA


Inscrições: até 28 de junho


Serviços: Mais informações poderão ser obtidas através dos sites www.aesga.edu.br ou www.cespa.aesga.edu.br ou ainda através dos telefones: (87) 3763-8250 / (87) 3763-8266 / (87) 98832-7538.

segunda-feira, 15 de junho de 2020

Pernambuco registra menor ocupação de UTI em três meses


O número de casos confirmados, de óbitos e de solicitações de vagas de UTI para pacientes com a Covid-19 vêm caindo em Pernambuco desde a segunda quinzena do mês de maio. Nesta segunda-feira (15.06), a Central de Regulação de Leitos de Pernambuco registrou a menor taxa de ocupação desde o dia 10 de abril, com 87%. O percentual indica que, no momento, há 115 vagas de terapia intensiva disponíveis para o tratamento da doença provocada pelo novo Coronavírus.

Essa taxa de ocupação integra um conjunto de dados consolidados hoje (15.06) pela Secretaria Estadual de Saúde, que apontam para uma tendência de queda dos indicadores no mês atual. O Ministério da Saúde divide o ano em 52 semanas epidemiológicas. A primeira semana de 2020 teve início no domingo, 29 de dezembro de 2019, e se encerrou no sábado, 4 de janeiro deste ano. O pico de óbitos e casos do novo coronavírus em Pernambuco foi registrado na semana epidemiológica 20 – de 10 a 16 de maio. Já o sistema de saúde teve a maior demanda por leitos de terapia intensiva na semana seguinte, de 17 a 23 de maio.

“Analisando os dados, é possível perceber claramente uma redução nas últimas três semanas. São números importantes, mas precisamos manter a cautela e a responsabilidade na condução dos próximos passos. A epidemia não tem se comportado de maneira uniforme em todo o Estado. Tivemos um aumento de demanda por leitos de UTI no Agreste e Zona da Mata, motivo pelo qual essas regiões não acompanharam a reabertura do varejo nesta segunda-feira, como o restante do Estado”, afirmou o governador Paulo Câmara.

Para estabelecer os gráficos da evolução dos casos, óbitos e demandas de UTI por semana epidemiológica, o Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 utilizou os dados da saúde relativos à data de ocorrência do fato. “Estamos sendo bem conservadores na avaliação dos dados ao utilizar as informações de casos e óbitos até a semana 23. Não avaliamos a semana 24, encerrada no último sábado, por admitir que os números podem sofrer uma variação significativa, com exames ainda a serem concluídos. Já os dados de solicitações de UTI não sofrem esse atraso, e os indicadores mais recentes estão nas nossas planilhas”, explicou o secretário de Planejamento e Gestão, Alexandre Rebêlo.

Por sua vez, o secretário de Saúde, André Longo, adiantou as próximas etapas do enfrentamento da epidemia. “Teremos ainda a expansão do número de leitos, tanto na Região Metropolitana do Recife quanto no interior, além do aumento na capacidade de testagem e o reforço da mensagem para que as pessoas continuem fazendo o isolamento social e saindo de casa apenas em casos de extrema necessidade. Ainda teremos um tempo longo de convívio com a doença e todos precisamos nos adaptar”, concluiu Longo.

Sancionada lei de João Paulo Costa que determina recebimento remoto de receitas médicas durante pandemia


Está em vigor a Lei que determina o recebimento remoto de receitas médicas em farmácias e drogarias de Pernambuco durante a pandemia de coronavírus. O projeto que virou lei é de autoria do deputado João Paulo Costa (Avante). A Lei 16.909/20 permite o envio das prescrições médicas pelo site do estabelecimento, e-mail, WhatsApp, aplicativos ou outro canal disponibilizado. O parlamentar considerou a medida importante para o combate à covid-19. "Esta lei vai contribuir para reduzir o número de clientes em farmácias simultaneamente. Por se tratar de um ambiente fechado, sempre há o risco de contágio da doença. Os pacientes que precisam de maiores cuidados ou que usam medicação controlada, terão garantia de que os remédios vão ser solicitados e entregues legalmente, sem a necessidade de se riscos desnecessários de contaminação”, declarou o parlamentar.

A matéria prevê que a venda de medicamentos controlados e antimicrobianos somente poderá ser realizada se a prescrição médica for acompanhada por assinatura eletrônica do médico. O recurso deve ser gerado através de certificados e chaves emitidos pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira. "A partir da comprovação da assinatura, as farmácias e drogarias já poderão vender o medicamento. No momento da aquisição do remédio, o comprador deverá entregar a receita original. Com os estabelecimentos que funcionam com entregas, a entrega do documento será feita simultaneamente à da medicação", explicou o deputado.

O parlamentar tem apresentado projetos importantes para combater a pandemia do coronavírus e o alto número de casos no Estado, a exemplo das normas para limpeza de ambientes comerciais e a disponibilização de dispensadores de álcool em gel em comércios para a população. "Nos preocupamos com a saúde e a segurança dos pernambucanos. Reduzir o número de pessoas na rua é importante, mas também precisamos seguir as recomendações de higiene que o momento exige. Por isso, temos apresentado projetos que ajudem a manter a segurança durante a crise sanitária", finalizou.

sábado, 13 de junho de 2020

Campanhas de vacinação contra Influenza e Sarampo seguem nos municípios do Agreste


Enquanto a maior parte das atenções estão voltadas para o enfrentamento ao Covid-19, não podemos esquecer que outras doenças e vírus também devem ser combatidos. O alerta vem da V Gerência Regional de Saúde (V GERES), através do PNI (Programa Nacional de Imunização), com sede em Garanhuns, que abrange 21 municípios do Agreste Meridional. A Campanha Nacional de Vacinação contra o Influenza foi prorrogada até o dia 30 de junho, e a campanha contra o Sarampo continua nos postos de vacinação.

Segundo Doraci Santos, do PNI regional, as pessoas adultas de 20 a 49 anos de idade podem procurar as Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) dos municípios, levando o Cartão SUS. Até quem já tomou a vacina contra o sarampo e está com a carteira de vacinação em dia pode se vacinar novamente.

A gestora regional de saúde, Catarina Tenório, alerta para a importância da vacina contra a influenza. "Não há melhor forma de combate aos vírus do que ter a população imunizada. Enquanto não temos a vacina para Covid-19, temos para Influenza e outras doenças, por isto é importante que todos os grupos prioritários atendam o chamado dos órgãos de saúde" - explica a gestora.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, até o momento, mais de 2,1 milhões de pernambucanos já foram imunizados. Contudo, cerca de 1,4 milhão ainda precisam receber a dose, que protege contra três tipos da influenza: A(H1N1), A(H3N2) e B.

INFLUENZA / Grupos prioritários: Crianças dos seis meses a menores de seis anos; gestantes; puérperas; adultos dos 55 a menos de 60 anos; professores; idosos; profissionais da saúde; forças de segurança e salvamento; caminhoneiros; pessoas com comorbidades e pessoas com deficiências.

SARAMPO / Grupo prioritário: Adultos dos 20 aos 49 anos de idade.

sexta-feira, 12 de junho de 2020

Governo do Estado completa três meses de ações no combate à Covid-19


O Governo de Pernambuco completa, nesta sexta-feira (12), três meses dos dois primeiros casos confirmados de Covid-19 no Estado. Neste período, diversas ações foram colocadas em prática pelo Governo de Pernambuco para o enfrentamento da pandemia. No entanto, os primeiros passos desse trabalho aconteceram ainda em janeiro, antes mesmo da confirmação do primeiro caso da Covid-19 no Brasil, quando o Estado, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), tomou as primeiras iniciativas para estruturar a vigilância epidemiológica e a assistência na rede pública para possíveis casos suspeitos do novo coronavírus.

"Mesmo sem a confirmação de casos da Covid-19, Pernambuco já estava com a rede orientada e com capacidade para acolher os pacientes suspeitos, prestando a devida assistência com a elaboração e atualização de protocolos clínicos para orientar as equipes e com a abertura de leitos em unidades de referência", pontou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Desde o início, o Governo do Estado atuou com determinação para qualificar e ampliar a rede de assistência às pessoas suspeitas ou confirmadas para Covid-19. Em três meses, foram 1.594 leitos efetivamente abertos, sendo 721 de UTI, espalhados por 40 hospitais de todas as macrorregiões de Saúde. Para tanto, foi montado um plano regionalizado para oferta de vagas, que estão sendo ocupadas de acordo com os encaminhamentos feitos pela Central de Regulação Estadual, que também teve sua capacidade física e de recursos humanos ampliados.

Com esse trabalho, focado em salvar vidas, Pernambuco atingiu, nesta sexta, a marca de 27 mil pessoas recuperadas da Covid-19. Desse total, 7 mil desenvolveram sintomas graves e precisaram receber atendimento na rede hospitalar, incluindo internamento em leitos de UTI. “Apenas no Hospital Universitário Oswaldo Cruz, nossa primeira unidade a receber pacientes com o novo coronavírus, foram mil vidas salvas até esta sexta-feira. São exemplos destas pessoas, que se recuperaram graças ao suporte de unidades como o HUOC, que nos motiva a continuar trabalhando incansavelmente para abrir novos leitos“, disse André Longo.

HOSPITAL DE CAMPANHA - Nesta sexta-feira, o primeiro dos três hospitais de campanha construídos pelo Governo do Estado começou a receber pacientes em Caruaru. A estrutura provisória, que inicia as atividades com 20 leitos de enfermaria, está localizada em terreno anexo ao Hospital Mestre Vitalino, que já conta com outros 85 leitos, sendo 50 de UTI. Os outros hospitais de campanha serão colocados pra funcionar nas próximas semanas, nos municípios de Serra Talhada e Petrolina, no Sertão do Estado.

RECURSOS HUMANOS - Para essa imensa rede funcionar, além do maior esforço sanitário e logístico da história, Pernambuco também colocou em prática um dos grandes planos de convocação de profissionais de saúde. Foram 7.947 convocados, entre concursados e aprovados em diversas seleções. Além disso, 1.869 profissionais que estavam atuando em ambulatórios, foram recrutados e passaram para a linha de frente da rede hospitalar ou para atendimento no aplicativo Atende em Casa.

ATENDE EM CASA – Parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura do Recife, o aplicativo orienta usuários que estejam apresentando sintomas gripais sem a necessidade de deslocamento. Atualmente, todas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) tem ao menos uma cidade contemplada com a tecnologia, atingindo mais de 8,9 milhões de pessoas em 162 municípios, o que representa 93,5% da população total do Estado.

Disponível pelo site www.atendeemcasa.pe.gov.br ou por smartphones com sistema Android, a ferramenta permite que profissionais de saúde façam videochamadas e orientações aos usuários. Até o momento, após teleorientação, mais de 9,1 mil pessoas foram orientadas a procurar uma unidade de saúde e mais de 16,1 mil a permanecer em isolamento domiciliar.

Para garantir um atendimento qualificado, mais de 100 profissionais de saúde foram treinados pela SES-PE. Os profissionais recebem orientações quanto ao uso do aplicativo, protocolos clínicos da Covid-19 e fluxo de atendimento nas unidades de saúde.

DESCENTRALIZAÇÃO DE EXAMES - Ainda em abril, a SES-PE iniciou a distribuição de testes rápidos enviados pelo Ministério da Saúde (MS) para diagnóstico do novo coronavírus, a fim de dar uma resposta ainda mais ágil aos pacientes. Até hoje, já foram encaminhados mais de 10,7 mil kits de testagem para os municípios pernambucanos. Cada kit tem capacidade para realização de 20 testes, totalizando mais de 214 mil testes.

Além disso, no início de março, o Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE) iniciou as testagens da Covid-19, com uma média de 70 exames por semana. “Hoje, a nossa capacidade é de mais de 10 mil exames por semana e até o momento já realizamos cerca de 80 mil testes nos últimos três meses. Esse quantitativo nos coloca entre os estados que mais realizaram testes da Covid-19. E não vamos parar por aí. Já estamos adquirindo uma máquina de última geração e outros 120 mil testes RT-PCR, o que vai quadruplicar nossa capacidade de processamento”, comenta o secretário estadual de Saúde.

OSWALDO CRUZ – Primeiro serviço de referência no Estado para os casos suspeitos da Covid-19, o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc) foi responsável pelo atendimento do primeiro caso suspeito de Pernambuco no dia 12 de março. Nesta sexta-feira (12.03), três meses depois, a unidade chega a marca de 1 mil pacientes curados da Covid-19. O milésimo paciente João Caetano da Silva Irmão está recebendo alta nesta sexta, após 60 dias de internamento, sendo alguns deles, inclusive com suporte de Terapia Intensiva.

Ao longo desse período, um total de 1.403 pacientes foram acolhidos na triagem do Huoc, que notificou 1.073 casos suspeitos do novo coronavírus e confirmou 459 desses. Já o número de pacientes que precisaram de internamento na UTI da unidade foi de 178 (16,6%).

“Ainda em março, quando começamos esta jornada, disponibilizamos 176 leitos dedicados à Covid-19, sendo 45 de UTI. Hoje, com a alta de seu João Caetano, paciente que chegou grave e passou 60 dias aos cuidados do hospital, celebramos a marca de mil altas médicas de pacientes que venceram a Covid-19 durante estes três meses. Isso nos deixa motivados e cheios de esperança para continuarmos firmes nessa luta diária”, destacou o chefe do setor de doenças infectocontagiosas do Huoc, Demetrius Montenegro.