terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Pela primeira vez AESGA tem presidência ocupada por alguém estranha à instituição


Pela primeira vez em toda a sua história, com a posse da bancaria aposentada Ivoneide Gomes Brandão – mais conhecida como Neide Brandão – na manhã desta terça-feira (21), a presidência da Autarquia de Ensino Superior de Garanhuns – AESGA será ocupada por uma pessoa de fora dos seus quadros, totalmente estranha a instituição, o que está gerando grande desconfiança da maioria dos integrantes de autarquia de ensino.

Uma luta antiga dos professores da AESGA, é transformar o processo de escolha da sua presidência em um processo democrático, como ocorre nas universidades federais e estaduais. No caso das universidades federais o processo é feito por escolha do presidente da republica dentro de uma lista tríplice eleita por todos os integrantes da instituição, alunos, professores e funcionários concursados. Já no caso da Universidade de Pernambuco – UPE, estadual, a eleição é direta, assumindo diretamente a reitoria o mais votado por alunos, professores e funcionários.


Já em Garanhuns, na AESGA, o prefeito do município, Izaías Régis, é quem decide quem irá ocupar a presidência. Tendo Izaías ainda aprovado na câmara dos vereadores uma lei municipal que passou a permitir, desde 2016, a nomeação de pessoas de fora da AESGA para a sua presidência, o que ainda não havia acontecido até agora.

As credenciais que a prefeitura apresentou, em release enviado à imprensa,  para Neide para assumir a AESGA, é ser aposentada da Caixa Econômica Federal, que faz parte do Clube Rotary e que gere o setor financeiro de uma empresa privada da cidade, que se pressupõe ser um armazém atacadista de alimentos e bebidas que tem junto com o marido na rua Sátiro Ivo – rua da Areia – no bairro do Magano.


“É a primeira vez que a AESGA tem uma pessoa ocupando a sua presidência que não é professor da instituição, e o mais grave, que não tem nenhuma experiência profissional na área de educação. É como colocar um padeiro para tomar conta de galeria de artes, nada a ver uma coisa com a outra, são áreas e conhecimentos totalmente distintos.” Pontua um professor de direito pedindo reserva.

Outro ponto que também está gerando desconfiança foi a fala de Izaías ao dar posse a nova presidente, de que “Ivoneide dará continuidade ao trabalho realizado por Suianne Melo, trazendo ainda mais melhorias para a Autarquia”, quando o principal motivo desta mudança na AESGA foi justamente a insatisfação de alunos e professores com o que classificam de má gestão de Suianne.

Nenhum comentário:

Postar um comentário