sexta-feira, 31 de maio de 2019

Paulo Câmara integra comissão de honra dos 120 anos da FIOCRUZ


O governador Paulo Câmara participou, nesta sexta-feira (31/05), da formação da comissão de honra que vai preparar as comemorações dos 120 anos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em 2020. O colegiado é composto por personalidades com atuação na promoção de pesquisas de ciência e tecnologia em saúde. A fundação está presente em dez Estados brasileiros e é a mais destacada instituição da América Latina na geração de conhecimento científico em sua área.

Durante a solenidade, na sede da sede da Fiocruz, na capital fluminense, Paulo Câmara agradeceu a oportunidade de compor a comissão, destacou as contribuições que a entidade tem dado à saúde pública brasileira, sobretudo à população mais vulnerável, e conclamou a participação de agentes governamentais e da sociedade civil em parcerias para o desenvolvimento de ações para a área.

"Precisamos valorizar e empoderar as pessoas que possam contribuir com esse futuro melhor. Por isso que é tão importante a gente estar aqui hoje; para dar um voto de reconhecimento, mas, ao mesmo tempo, garantir que o trabalho que a Fiocruz exerce não pare, que ele continue. É um trabalho secular, que salvou muitas vidas e vai continuar salvando, e isso é fundamental para o País que a gente quer", afirmou o governador, completando: “precisamos que o País garanta à sua população acesso à saúde, e que esse acesso seja universal, com portas abertas. Precisamos trabalhar com afinco junto ao povo mais pobre, ao povo que precisa realmente do poder público e da mão amiga do Estado e dos municípios, junto com o Governo Federal."

Paulo Câmara lembrou ainda o papel da Fiocruz durante um dos recentes momentos críticos da saúde pública, com a chegada ao País de doenças provocadas pelo Aedes aegypti. "Pernambuco foi um dos Estados mais afetados. E foi com as parcerias que nós temos com várias instituições, como a Fiocruz e outras, que a gente pôde iniciar pesquisas e identificar, já naquele momento, o conjunto de ações que resultava do Zyka vírus nas pessoas grávidas e nas crianças que estavam nascendo com microcefalia. É em ações como essa que a gente tem que avançar, melhorar com cada vez mais as pesquisas. Tem que ter no bojo do nosso entendimento, da nossa capacidade de governar, de fazer gestão, de incluir sempre isso", pontuou.

quinta-feira, 30 de maio de 2019

Paulo Câmara: "Acreditamos muito na força de toda a cadeia produtiva dos negócios 4.0"


Após comandar, na manhã desta quinta-feira (30/05), um encontro de negócios com representantes do mercado automotivo com vistas à atração de novos investimentos do setor para o Estado, o governador Paulo Câmara participou, também na capital paulista, da formalização da parceria entre o Porto Digital e o Inovabra/Habitat. A cooperação vai promover uma presença mais efetiva do ambiente de inovação pernambucano no parque tecnológico paulistano.  O prefeito do Recife, Geraldo Julio, também esteve presente ao evento.

"Acreditamos muito na força de toda a cadeia produtiva dos negócios 4.0. A parceria entre o Porto Digital e o braço de inovação patrocinado pelo Bradesco já nasce colocando em contato 600 empresas de ponta na busca de soluções tecnológicas para o Brasil e o mundo", destacou Paulo Câmara. O Inovabra Habitat foi  criado pelo Bradesco para promover a geração de negócios baseados nas tecnologias que transformam o mundo de hoje. Abrangendo cerca de 20 setores da economia, a iniciativa tem incentivado a inovação de alto impacto e gerado valor para empresas e sociedade por meio da colaboração entre startups, consultores, mentores e investidores.


O espaço tem capacidade para 180 startups e 50 empresas de tecnologia, divididos em 1.500 posições. Entre os eixos tecnológicos trabalhados pelo Bradesco no novo espaço estão Blockchain, Big Data e Algoritmos, Internet das Coisas, Inteligência Artificial e APIs e Plataformas Digitais.

Um dos principais parques tecnológicos e ambientes de inovação do Brasil, o Porto Digital, localizado no Bairro do Recife, tem sua atuação nos eixos software e serviços de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e Economia Criativa (EC), com ênfase nos segmentos de games, cine-vídeo-animação, música, fotografia e design. Desde 2015, entretanto, o Porto Digital também passou a atuar no setor de tecnologias urbanas como área estratégica.

O Porto Digital é fruto e referência nacional de uma ação coordenada entre o Governo do Estado, universidade e empresas, conhecido como modelo "Triple Helix", propiciando um ambiente necessário para que o parque tecnológico se transformasse em um dos principais ambientes de inovação do País.  Atualmente, o Porto Digital abriga 300 empresas, organizações de fomento e órgãos de Governo e cerca de 9 mil trabalhadores. Desde o final de 2014, o parque também opera na cidade de Caruaru, no Agreste Estado.

Presidente da Alepe visita ex-governador Roberto Magalhães


O presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado estadual Eriberto Medeiros, realizou visita de cortesia ao ex-governador e ex-prefeito do Recife Roberto Magalhães. Acompanhado dos ex-deputados Ricardo Costa e José Humberto Cavalcanti, Eriberto foi recebido pelo ex-governador em seu escritório, na capital pernambucana. O encontro rendeu uma troca de experiências sobre o Poder Legislativo, além de avaliações acerca da atual conjuntura política.

Com longa história vinculada ao Democratas, antigo PFL, Roberto Magalhães foi governador de Pernambuco de 1983 a 1986; prefeito do Recife entre 1997 e 2000. Acadêmico de Direito, teve notável atuação no Poder Legislativo, como deputado federal. Seu livro mais recente, ‘Brasil: Lições do passado e desafios do século XXI’, aborda questões urgentes da política pernambucana e brasileira a partir da sua experiência concreta.

Para o presidente Eriberto Medeiros, a visita teve saldo enriquecedor. “Há uma frase que diz: ninguém segue alguém que não sabe para onde vai. Precisamos de líderes, de referências, e dr. Roberto certamente traduz esse sentimento. Buscamos, nos bons exemplos, uma estratégia para acertar mais na nossa missão de aproximar a Assembleia Legislativa da população”, afirma o deputado.

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Prefeitura de Lajedo valoriza atletas campeões que venceram competições nacionais e também internacional


A Prefeitura de Lajedo promoveu um desfile em carro aberto na manhã desta quarta-feira, 29, para os atletas lajedenses que venceram as competições a nível nacional e internacional. Os atletas receberam merecido destaque no carro da Guarda Patrimonial que percorreu as principais ruas da cidade. Nos últimos dias, 8 atletas representaram o nome de Lajedo através do Judô, Jiu-Jitsu e Bicicross. O prefeito Rossine que patrocinou a viagem dos campeões recebeu a todos durante seu programa de rádio.

A convite do prefeito, os atletas campeões no Jiu-Jitsu Edmilson Raimundo, Giliarte Rômulo,  Jean Santos, Orlando Temóteo, Rodrigo Lourenço, Romildo Amaral e Welison Santos, Nerivaldo Barbosa no Judô e no Bicicross Vicente Carvalho participaram do Programa Café com Rossine que acontece todas as manhãs na rádio Asas. O objetivo foi divulgar a população como o esforço e a dedicação desses atletas deu bons frutos se tornando orgulho para todos os lajedenses. “É importante que a população tome conhecimento de como Lajedo também é destaque no cenário esportivo, valorizando o esporte da nossa cidade”, comentou o prefeito.


O investimento feito pela Prefeitura de Lajedo ajudou esses atletas a participarem de competições que para muitos era um sonho, como o judoca Nerivaldo Barbosa que coleciona títulos brasileiros e agora trouxe para o município a medalha de Ouro da Argentina, após ficar em 1º lugar na 21ª Copa Internacional de Judô. Com mais essa medalha, o quadro lajedense enriqueceu ainda mais:

Sul-Americano de Jiu-Jitsu na Paraíba:

Edmilson Raimundo (chocolate): Ouro na categoria e Bronze no absoluto.
Romildo Amaral: Prata na categoria e Prata absoluto.
Giliarte Rômulo: Ouro na categoria e Bronze no absoluto.
Welison Santos: Bronze na categoria.
Jean Santos: Ouro na categoria.
Rodrigo Lourenço: Bronze no absoluto.
Orlando Temotéo: Bronze no absoluto.

Panamericano de BMX (bicicross) em São Paulo:

Vicente Carvalho

Prazo para compra da vacina termina sexta-feira


Dia 31 (sexta-feira) é o último dia para os produtores comprarem a vacina contra a febre aftosa. Nesta etapa todos os bovinos e bubalinos independentemente da idade devem ser imunizados. A novidade dessa vacinação foi a mudança na formula da vacina, que teve a dosagem alterada de 5ml para 2ml, com a finalidade de evitar a formação do caroço na tábua do pescoço do animal.

O prazo para declarar a vacinação no escritório da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro) vai até 15 de junho. O produtor que vacinar e não declarar fica inadimplente e também paga multa, além de ter que imunizar o rebanho com vacina oficial, ou seja, na presença de um veterinário da Adagro. Mais de 58 mil produtores ainda não procuraram a Agência para regularizar sua ficha cadastral.

Mais de dois milhões de vacinas já foram comercializadas no Estado e 53% do rebanho já está vacinado. “O criador que descumprir a lei, tem a propriedade interditada, fica proibido de transitar com seus animais e não pode emitir a GTA – Guia de trânsito Animal, documento necessário para o transporte de animais entre municípios”, explicou o Presidente da Adagro, Paulo Roberto Lima.

A multa para quem não vacinar é de R$ 300,00 por propriedade e R$60,00 por animal.

terça-feira, 28 de maio de 2019

Em resposta a Priscila Krause, secretário garante aportes de R$ 140 milhões para solucionar desabastecimento de remédios


O secretário estadual da Fazenda, Décio Padilha, se comprometeu no início da tarde desta terça-feira (28), em audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe), a quitar os restos a pagar referentes aos fornecedores de medicamentos especiais e excepcionais, fornecidos pelo programa de assistência farmacêutica estadual, além de executar por completo o orçamento da ação para as novas compras, referentes ao ano corrente. Somando os R$ 75,6 milhões dos restos a pagar (compras realizadas e não pagas dos anos anteriores) aos R$ 70 milhões do tesouro estadual reservados na Lei Orçamentária de 2019, são R$ 145,6 milhões. O valor é 811% acima do realizado em 2018, quando houve um corte de 96,5%, por parte do governo Paulo Câmara, no programa – naquele exercício, foram pagos apenas R$ 15,97 milhões dessa ação.

O posicionamento do secretário veio em resposta a um questionamento da deputada estadual Priscila Krause (DEM), que lembrou o fato de a crise de desabastecimento da Farmácia do Estado, amplamente divulgada pela imprensa e em debate na Assembleia Legislativa desde o início do ano, ter sido justificada principalmente pela não liberação de recursos, por parte da Secretaria da Fazenda, para que o Fundo Estadual de Saúde fizesse os pagamentos. O TCE, através da sua Primeira Câmara, em votação da auditoria especial sobre o programa de fornecimento de remédios, recomendou que se “envidasse esforços junto ao Governo do Estado e respectiva Secretaria da Fazenda, no sentido da elevação do repasse de recursos, com vistas a eliminar o endividamento da Secretaria de Saúde junto aos fornecedores de medicamentos padronizados e de insumos”.


De acordo Priscila Krause, o mais importante é que se paguem as dívidas, mas não se deixe de lado os pagamentos referentes às novas compras. “Eu falo em cento e quarenta milhões de reais porque não adianta fechar um buraco antigo e abrir um novo. Esse fluxo de entrega, pelos laboratórios e distribuidores, só vai se normalizar se as compras desse ano, as compras novas, não entrem novamente em restos a pagar”, registrou. Por sua vez, o secretário contou ter assinado acordo, acompanhado do secretário de Saúde, André Longo, e do procurador-geral do Estado, Ernani Varjal, parcelando as dívidas com fornecedores. “Esse acordo, assinado por escrito, preserva o pagamento do corrente. Pago cinco milhões por mês do corrente e a parcela referente aos setenta e cinco milhões da dívida”, explicou. Conforme dados apurados pelo gabinete da deputada, até o momento a gestão aplicou, em 2019, R$ 35,51 milhões na ação da assistência farmacêutica, sendo R$ 27,38 milhões referentes a restos a pagar e R$ 8,14 milhões das compras novas.

GESTÃO FISCAL – A audiência pública que teve a presença do secretário da Fazenda ocorreu no âmbito da Comissão de Finanças e Orçamento da Alepe e objetivou discutir a gestão fiscal do governo de Pernambuco no período entre o segundo quadrimestre de 2018 e o primeiro quadrimestre de 2019. Apesar da presença do secretário, a não publicação do Relatório de Gestão Fiscal (RGF) no Diário Oficial do Estado foi criticada pelos deputados de oposição Priscila Krause e Antonio Coelho (DEM), visto que a conduta não é comum e impede uma avaliação prévia, pelos deputados, dos dados a serem apresentados pelo Executivo. O procedimento é primeiro a publicação dos relatórios e, posteriormente, a audiência pública.


Para a deputada estadual Priscila Krause, que aguarda a publicação oficial dos dados para se aprofundar na análise, a piora do índice de comprometimento da folha do Executivo perante a Receita Corrente Líquida (passou de 47,40% no 1º quadrimestre de 2018 para 48,07% no 1º quadrimestre de 2019) e a manutenção de R$ 732,4 milhões de restos a pagar em aberto referentes aos anos anteriores (R$ 929,12 milhões foram pagos) apontam para um quadro preocupante. De acordo com ela, mesmo com os novos aumentos de impostos propostos pelo governador Paulo Câmara (PSB), o aperto fiscal mantém a trajetória de desorganização. “A tendência apontada é fecharmos 2019 com um comprometimento da folha ainda pior e uma manutenção de restos a pagar acima do um bilhão de reais. O que se sabe é que a maior parte dos restos são pagas nesse início do ano, enquanto do meio para o fim a tendência tem sido mantê-los, gerando uma bola de neve”, concluiu.

Deputado Eriberto Medeiros recebe título de cidadão de Barra de Guabiraba

Foto: Marcos Henrique/Divulgação

O presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), recebeu, na noite da última segunda-feira (27), o título de cidadão de Barra de Guabiraba, no Agreste central. A autoria da homenagem partiu da vereadora Cleubya Maria de Oliveira (SD). Na solenidade, ao todo, nove personalidades foram agraciadas e prestigiadas pela população que compareceu, lotando a sede da Câmara Municipal. Marcaram presença o prefeito dr. Wilson Madeiro (SD), o vice-prefeito Valdinho Amorim (PTC), o presidente da Câmara, vereador Gentil Jerônimo (PRP), além de lideranças políticas da região, familiares e amigos.

Tendo obtido votações expressivas no município, o deputado Eriberto Medeiros nutre por Barra de Guabiraba laços políticos e pessoais. “O sentimento é de muita felicidade, muita alegria, de poder ser escolhido no meio de tanta gente, nos deu a oportunidade de receber esta comenda. Só temos a agradecer pela honraria, pelo momento que me propiciou. Dizer que nosso sentimento pelo povo de Barra de Guabiraba é muito grande, pela convivência de anos”, afirmou o presidente.

No seu discurso de agradecimento, o parlamentar lembrou a ocasião da enchente que atingiu a cidade em 2017 e que participou ativamente buscando soluções para ajudar aqueles que ficaram desabrigados. “Passamos a noite acordados trabalhando, convivendo com o povo com os pés na lama, buscando as soluções para um momento de muita aflição. Esse foi um momento de tristeza lá atrás, mas hoje é um momento de alegria”, pontua o deputado.

Acompanhado de seus familiares - boa parte nascida em Barra de Guabiraba - Eriberto também foi prestigiado por parceiros políticos, como a prefeita de Cumaru, Mariana Medeiros, o vereador do Recife, Eriberto Rafael, os vereadores de Bezerros, Gabeira, Eliel Vieira e Tititi, o ex-vereador de Bonito, Ronaldo do Inhame. Além do presidente da Alepe, também estiveram entre os homenageados o ex-deputado federal Kaio Maniçoba e o juiz da comarca de Bonito, Valdelício Francisco da Silva.

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Jornalista faz palestra sobre Instagram

Givaldo Calado de Freitas e a jornalista Larissa Lopes

O empresário e figura pública Givaldo Calado de Freitas recebeu nessa última sexta-feira (24) a jornalista Larissa Lopes, em seu escritório da Avenida Rui Barbosa. Larissa foi para articular, junto a Givaldo, uma palestra a ser ministrada por ela, sob o tema “Como melhorar seu posicionamento no Instagram”.

Ao cabo da visita a jornalista disse à reportagem que “estou desenvolvendo um projeto de empoderamento feminino no meu Instagram, o Projeto Mulher Classe “A”. O intuito é transformar vidas e tornar cada mulher na melhor versão de si mesma.”


“Na palestra, vou repassar para as mulheres como elas poderão alavancar seus negócios e se destacar em suas profissões, através do Instagram. Porque vou ensinar como usarem estratégias de marketing ao seu favor.” adianta.

Por sua vez, Givaldo disse de sua “alegria pela disposição de Larissa. Que sinaliza com um grande exemplo, já que tudo muito espontâneo, sobretudo ao acentuar a gratuidade da palestra. Tem, iniciativa como essa, todo meu entusiasmo. E a classifico como tomada de alvíssaras à ‘Cidade Poesia’ de Garanhuns, dada a contemporaneidade do matéria que será exposta e discutida.”


Ezandra Ribeiro, jornalista e assessora de comunicação do empresário e figura pública Givaldo Calado de Freitas.

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Votei em Fernando Rodolfo, perdi meu voto e meu tempo na urna

Gil Macedo, Fernando Rodolfo, Cláudio André e Gláucio Dória

O deputado federal que votei na eleição passada, tornou-se uma negação política, uma mentira em puro declínio.

Na época, os radialistas bonconselhenses, Cláudio André, Gláucio Dória e Gil Macedo, juntamente com o sindicato dos professores de Bom Conselho, decidiram votar em Fernando Rodolfo para ocupar uma vaga na Câmara Federal.

O tal candidato, obteve 1. 070 votos sem gastar nada na terra de Papa caça. É impressionante, como ele vem se comportando depois que ganhou.

Pelo jeito, os 52 mil e 824 eleitores que votaram nele, estão sendo passados para trás, estão sendo ludibriados, até por que, quem votou em Fernando Rodolfo, foi pelo idealismo que o mesmo tanto pregou nos quatro cantos do estado de Pernambuco.


O seu discurso durante a campanha era inflamado, contundente, promissor, cheio de entusiasmo, empolgante, narrativo, como fazia no período de TV, etc.

Nos últimos dias, lí nos blogs dos nobres e respeitados jornalistas, Carlos Eugênio, Roberto Almeida, Kleber Cisneiros, as seguintes manchetes:

Fernando Rodolfo vem Forte para Disputa pela Prefeitura de Caruaru


Pera aí, quer dizer, que os eleitores de Bom Conselho, Garanhuns e tantos outros municípios de Pernambuco, votaram num candidato para deputado federal e ele já quer ser candidato a prefeito de Caruaru?

FERNANDO RODOLFO AJUDA A DERROTAR SÉRGIO MORO


E na eleição para presidente, Fernando Rodolfo num pedia votos e defendia Bolsonaro? Quer dizer que o idealismo impregnado durante a campanha foi "fogo de monturo"? Afinal, que político escolhemos para nos representar em Brasília?

Quer dizer que todos os 52 mil e 824 eleitores se enganaram, votaram errado, fizeram uma mal escolha?

Por mim, eleitor que tem vergonha na cara, nunca mais Fernando Rodolfo. Perdeu minha confiança. Perdeu a credibilidade.

Os colegas de imprensa que conversei e que votaram no jornalista-político, estão unicamente decepcionados, especialmente os primeiros colegas que abriram espaços nos seus meios de comunicação, quando ele, Rodolfo, nem, era candidato oficialmente ainda.

Só falta agora o senhor deputado, que antes na TV batia no governador Paulo Câmara, está na mesma canoa que ele, navegando pelas ondas do "ilusionismo político".

Essa é minha opinião e ponto.

Deputado Eriberto Medeiros indica redução no custo para reemissão da carteira de identidade


O deputado Eriberto Medeiros (PP), presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, cobrou do Governo do Estado a adoção de novos critérios para reemissão de carteiras de identidade, pelo Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB). Em pronunciamento na Reunião Plenária, Eriberto avaliou como excessiva a cobrança de R$ 90,51 para a aquisição da quarta via do documento, frisando o impacto que esse valor tem na renda dos mais pobres.

Na avaliação do parlamentar, os valores de reemissão deveriam ser padronizados. “Não acho adequado existir segunda, terceira, quarta via, e assim por diante. Tudo deveria ser considerado segunda via, com o mesmo custo”, declarou. A distinção dos valores está elencada na Lei Estadual nº 7.550/1977, corrigidos anualmente pela inflação.

A emissão da primeira via da carteira de identidade é gratuita. A segunda via custa R$ 22,61; a terceira, R$ 45,23 e, a partir da quarta, R$ 90,51. “Nas passagens em que estive à frente do Poder Executivo, tomei iniciativas para identificar os motivos da disparidade de valor e sugeri novos critérios, a partir de nota técnica”, contou. Medeiros assumiu pela primeira vez o exercício do Governo do Estado de 9 a 16 de novembro do ano passado.

O presidente afirmou não ter elaborado um projeto de lei sobre o assunto por tratar-se de matéria privativa do governador. “Fizemos encaminhamento ao Governo do Estado e ao diretor do IITB. Estamos aguardando resposta. Trago essa reflexão para a tribuna porque tenho certeza de que, junto com meus pares, esta Casa não irá cruzar os braços para a situação, que prejudica a população mais carente”, declarou.

Eduardo Miranda diz lastimar voto de Fernando Rodolfo contra permanência do Coaf com Ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro

Dr. Eduardo Miranda lastimada posicionamento de Fernando Rodolfo contra a permanência do Coaf com o ministro Sergio Moro


Em contato com a redação do Blog do Cisneiros, o médico oncologista Eduardo Miranda, que foi um dos maiores apoiadores da campanha do hoje deputado federal Fernando Rodolfo (PL), disse lastimar o posicionamento do deputado contra permanência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras - Coaf com o ministro Sergio Moro no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

“É fundamental, essencial que o Coaf fique no Ministério da Justiça e Segurança Pública, porque ele dispõe de meios para tonar o Coaf eficiente. Esse Ministério da Justiça tem esses meios, a Policia Federal, a articulação com o Ministério Público e estrutura de investigação e de repressão que o Ministério da Economia não tem. Então eu lastimo as posições que foram tomadas, inclusive pelo nosso deputado federal Fernando Rodolfo que é uma pessoa que você sabe que é muito ligada a nós, por quem temos um grande apreço. Mas essa posição e ser contra a permanência do Coaf com Ministério da Justiça, indo para o Ministério da Economia realmente é totalmente inadequada. Nós não podemos transigir nem abrir mão desse caminho constante e permanente desse combate a corrupção com todos os elementos, todas as ferramentas que nos temos. Nós não podemos retroceder,” disse o Dr. Eduardo Miranda.

Ontem (23.05) quem já tinha se manifestado também contra o voto de Fernando Rodolfo pela retirada do Coaf das mãos de Sergio Moro foi o Coronel Campos (PSL).


Veja matéria aqui: Coronel Campos se diz triste com posicionamento de Fernando Rodolfo pela retirada do COAF das mãos de Sergio Moro


quinta-feira, 23 de maio de 2019

Após pressão de Priscila Krause, Governo refaz licitação. Economia será de R$ 1,7 milhão

Priscila Krause

Três meses depois de a deputada estadual Priscila Krause (DEM) questionar na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe) a compra sem licitação das camisas do fardamento escolar da rede pública de ensino para o ano letivo corrente, apontando também sobrepreço no valor negociado, a Secretaria de Administração do governo de Pernambuco publicou, no último sábado (18), o resultado de novo processo licitatório para aquisição desses produtos. De acordo com dados do portal “PE Integrado”, plataforma utilizada pela gestão para realização dos pregões eletrônicos, o valor negociado na licitação permitirá uma economia, em comparação com a contratação anterior, de ao menos R$ 1,72 milhão.  O maior lote, de ampla concorrência, que objetiva a compra de 856 mil camisas, teve o preço reduzido da unidade de R$ 8,75 para R$ 7,32, enquanto a cota reservada às empresas de pequeno porte teve o preço unitário reduzido de R$ 9,50 para R$ 7,59.

Também questionado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que por iniciativa do Ministério Público de Contas (MPCO) contestou a compra sem licitação, o governo foi obrigado a cancelar a contratação via dispensa de licitação, retomando o processo licitatório anterior, iniciado em dezembro de 2018, que previa a compra de cada camisa pelo preço máximo, para ambos os lotes, de R$ 6,76. Justificando que o sistema de licitações da gestão não permitiria o retorno às fases iniciais de um certame já em andamento, a Secretaria de Educação iniciou um novo processo – dessa vez com valores de referência (preço máximo) de R$ 8,13. Caberá ao órgão de controle julgar se a realização da nova licitação, com diferença no preço de referência inicial, se coaduna às práticas determinadas pelo próprio Tribunal.

De acordo com a deputada estadual Priscila Krause, que aguarda posicionamento do TCE sobre o novo valor praticado, visto que se alterou o termo referencial da disputa, a publicação do resultado da nova licitação já representa uma vitória para todos os pernambucanos, que financiam via impostos os serviços públicos estaduais. “Está claro, como colocamos em fevereiro, que além do equívoco de tentar comprar sem licitação, o governo iria comprar acima do preço. Partimos agora de uma economia mínima de um milhão e setecentos mil reais, montante de grande relevância já que poderá ser aplicado em outras ações da gestão, especificamente na educação. Houve evidentemente uma falta de cuidado com o uso desses recursos para a compra do fardamento, mas cumprimos o nosso papel de fiscalizar ajudando nessa economia. Gerir bem é gastar com qualidade e vamos continuar insistindo nesse objetivo. Os recursos públicos são finitos, esgotam, e por isso cada economia deve ser comemorada”, registrou.

Na época do questionamento inicial, o governo Paulo Câmara publicou nota informando que, sobre a contratação sem licitação, “todas as normas foram cumpridas e não paira qualquer dúvida”. Na tribuna, em fevereiro, Priscila também questionou a falta de planejamento da Secretaria de Educação pelo fato de ter publicado o aviso de licitação apenas no dia 11 de dezembro de 2018, marcando a disputa para o dia 27 daquele mês, em plenas festividades de fim de ano.  Parecia óbvio, segundo ela, que qualquer imprevisto no processo de aquisição - fato comum na administração pública - inviabilizaria a entrega das camisas a tempo da entrega aos alunos no reinício das atividades escolares.

Coronel Campos se diz triste com posicionamento de Fernando Rodolfo pela retirada do COAF das mãos de Sergio Moro

Coronel Campos que se diz triste com posicionamento de Fernando Rodolfo em desfavor do ministro Sergio Moro

Todos os eleitores do deputado federal Fernando Rodolfo com quem tivemos contato, se dizem decepcionados com o posicionamento de Rodolfo contra o ex-juiz e atual Ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.

Em votação no dia de ontem (22.05) o deputado Fernando Rodolfo, que faz parte do PR do ex-deputado Valdemar Costa Neto investigado na Operação Lava Jato, um dos principais partidos do famoso centrão, um conjunto de partidos políticos que não possuem uma orientação ideológica específica e tem como objetivo assegurar uma proximidade ao poder executivo de modo que este lhes garanta vantagens e lhes permita distribuir privilégios por meio de redes clientelistas, votou contra a permanência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) nas mãos do ministro Sergio Moro, que vinha fazendo nos últimos dias uma peregrinação na câmara federal pelo controle do órgão que asseguraria ao seu ministério junto com a policia federal, um maior poder de investigação aos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e ao crime organizado.

Fernando Rodolfo que votou contra a permanência do Coaf no Ministério da Justiça e Segurança Pública

A decepção com Rodolfo vem inclusive de um dos nomes mais proeminentes a fazer parte do grupo político do próprio deputado em Garanhuns, o Coronel Campos, que disse que no lugar de Rodolfo preferiria sair do PR a ter votado contra o ex-juiz que hoje é o maior símbolo do combate a corrupção no país, em suas palavras.

“Lamentável. Sem justificativa. Eu sairia do partido, mas não votaria (contra a retirada do Coaf de Sergio Moro). Fiquei triste com a posição de Fernando Rodolfo. Em seu lugar votaria a favor da permanência do COAF nas mãos do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que trata a corrupção como inimiga dos homens de bem, por uma sociedade mais justa”, disse o Coronel Campos a nossa redação.

Valdemar Costa Neto, investigado na Operação Lava Jato, mesmo não reeleito deputado federal, mantem o controle do PR

Moro que está de passagem pela cidade do Recife nesta quinta-feira (23.05) afirmou que “lamenta o ocorrido” e agradeceu aos deputados que votaram pela manutenção do Coaf no Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

"Sobre a decisão da maioria da Câmara de retirar o COAF do Ministério da Justiça, lamento o ocorrido. Faz parte da democracia perder ou ganhar. Como se ganha ou como se perde também tem relevância. Agradeço aos 210 deputados que apoiaram o MJSP e o plano de fortalecimento do COAF", disse em sua conta no Twitter.


Um fator interessante e que chama a atenção é que Rodolfo postou a pouco mais de um mês uma foto ao lado do ministro Moro em seu Instagram ao sair da primeira reunião da Frente Ética Contra a Corrupção da qual faz parte representando o nordeste, como diz na legenda em sua postagem. 

Paulo Câmara apresenta Pacto Pela Vida a ministro da Justiça


Exitosa política pública que norteia as ações de segurança do Estado há 12 anos, o Pacto Pela Vida (PPV) teve mais uma vez sua estratégia e atuação elogiadas por autoridades nacionais. Na manhã desta quinta-feira (23.05), o governador Paulo Câmara apresentou ao ministro da Justiça Sergio Moro, no Recife, o funcionamento, as ações e resultados do programa, que registrou, em abril deste ano, o 17º mês consecutivo de redução de homicídios e o 20º na redução de roubos e furtos. O ministro se colocou à disposição para futuras parcerias na área e enalteceu o trabalho realizado em Pernambuco.

“O ministro teve a oportunidade de conhecer pessoalmente como funciona o Pacto Pela Vida. Ele já tinha conhecimento prévio dos resultados, mas agora ele viu o modo de funcionamento. E gostou do que viu. É uma política importante, e ele se colocou à disposição para possíveis parcerias. Nós vamos procurá-lo para conversar mais, porque a nossa preocupação em relação à segurança é permanente, não podemos descansar. Mesmo com os bons resultados alcançados, temos muito o que fazer ainda. Mas a expectativa é positiva, porque Pernambuco está numa trajetória descendente. São 17 meses de redução de homicídios”, destacou Paulo Câmara.


O governador pontuou ainda parcerias neste âmbito da segurança como necessárias e importantes para o restabelecimento da paz em Pernambuco e no Brasil. “Salvar vidas, buscar oferecer segurança à população, tem que ser feito diariamente, com a participação de todos. E o que vier de ajuda federal para esse tema, que precisa ter uma coordenação nacional, principalmente na questão do tráfico de drogas e de armas, é importante para Pernambuco”, cravou.

Para Moro, a participação do governador nas reuniões do Pacto Pela Vida simboliza o compromisso da gestão com a política de combate à violência. Ele afirmou que o programa é o caminho correto. “Fui convidado, gentilmente, pelo governador, para conhecer um pouco mais de perto o programa Pacto Pela Vida. Na minha opinião, é o caminho certo, esse trabalho com inteligência, com dados e com integração. Acho que é muito elogiável o fato de o governador participar dessas reuniões. Isso demonstra o envolvimento da mais alta autoridade do Estado nessa tarefa de redução da criminalidade. Acho que esse é o caminho, e nós temos que transformar isso em uma tendência permanente”, avaliou o ministro, ressaltando que o Governo Federal quer ser parceiro nessas atuações para buscar indicadores criminais melhores para o Brasil inteiro, inclusive em Pernambuco.


REDUÇÃO - Pernambuco completou, em abril deste ano, 17 meses consecutivos de redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) em relação ao mesmo período do ano anterior. No mês passado, ocorreram 309 homicídios, contra 355 em abril de 2018, representando uma queda de 13%. No recorte do 1º quadrimestre dos dois anos, 2019 apresentou uma diminuição de 24,3% ou 387 vidas salvas (1.592 casos em 2018, contra 1.205 este ano).  Ao todo, 92 municípios pernambucanos e o distrito de Fernando de Noronha não registraram nenhuma morte em seu território.

Em relação aos roubos e furtos, o Estado alcançou o 20° mês consecutivo de diminuição nos registros de Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVPs). Na comparação com o mesmo período de 2018, essa modalidade criminosa teve queda de 12,5%. No acumulado do ano, a redução é ainda maior, chegando a 17,21% de queda em relação à soma dos meses de janeiro a abril de 2018.

Alepe e Tribunal de Contas do Estado firmam acordo na área de ensino


A Assembleia Legislativa firmou um acordo de cooperação, nesta quarta (22), com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE). O texto prevê o compartilhamento de vagas em cursos ofertados pelas instituições, com o objetivo promover a capacitação e disseminação de boas práticas.

A parceria foi formalizada pela manhã, na sede da corte de contas, na presença do presidente da Assembleia, Eriberto Medeiros (PP), do presidente do TCE, Marcos Loreto, do superintendente da Escola do Legislativo (Elepe), José Humberto Cavalcanti, e do diretor da Escola de Contas Públicas Professor Barreto Guimarães (ECPBG), conselheiro Ranilson Ramos.

Para o presidente da Alepe, as instituições podem trabalhar em conjunto para disseminar boas práticas no Interior no Estado. “Pretendemos levar a iniciativa, principalmente, às câmaras de vereadores e às prefeituras”, observou. “Vamos preparar as pessoas que trabalham com recursos públicos para, cada vez mais, investi-los corretamente.”

O acordo de cooperação também é um marco legal para futuras parcerias na área de ensino. O presidente do TCE-PE, conselheiro Marcos Loreto, acredita que o aprimoramento técnico das entidades terá impacto direto na prestação de serviços à população. “Com essa integração, quem ganha é a sociedade. Os servidores se qualificam mais e, com certeza, prestam um melhor serviço ao cidadão”, avaliou.

O superintendente da Escola do Legislativo, José Humberto Cavalcanti, afirmou que a prioridade da instituição é aprimorar o exercício da atividade parlamentar. “Dar as ferramentas para que os vereadores possam desempenhar bem suas funções de fiscalização e de elaboração de projetos. Tudo isso depende, evidentemente, de uma formação mais adequada”, afirmou. Ele ainda informou que os cursos vão abranger áreas como prestação de contas, orçamento e oratória.

terça-feira, 21 de maio de 2019

Só as deputadas Priscila Krause e a Jô Cavalcanti votaram contra aumento de verba de gabinete na Alepe


Foi aprovada por quase a totalidade dos deputados estaduais de Pernambuco o aumento de R4 15.000,00 (quinze mil reais) em verbas de gabinete para cada deputado, o que acarretara em uma despesa adicional em torno de 5 milhões de reais para os cofres da Assembleia Legislativa. As únicas duas deputadas que não concordaram com o aumento, foram as deputadas Priscila Krause (DEM) e a Jô Cavalcanti (Psol) do mandato coletivo Juntas.

Priscila Krause (DEM)

“No momento atual em que a sociedade como um todo tem cobrado cada vez mais compromisso coletivo dos seus representantes, nós não podíamos votar a favor de tal projeto de aumento de despesas”, falou a deputada Priscila Krauser.

Jô Cavalcanti (PSOL), do mandato coletivo Juntas

“A gente decidiu coletivamente que votaria contra. Até porque a gente acha que essa ajuda para gabinete poderia estar sendo usada em outras funções aqui dentro da Casa”, afirma a deputada Jô Cavalcanti.

Comunidade escolar do Agreste Meridional recebe 8ª edição da Caravana da Educação


Em mais uma demonstração do seu compromisso contínuo com o desenvolvimento da Educação em Pernambuco, o governador Paulo Câmara reservou a manhã desta terça-feira (21.05) para acompanhar de perto mais uma edição da Caravana da Educação e Pactuação de Metas 2019. O movimento, que aportou no município de Capoeiras, reuniu toda a comunidade escolar da Gerência Regional de Educação (GRE) Agreste Meridional. A ação envolve música, dança, atividades esportivas e um circuito de atividades pedagógicas, com o objetivo de estimular cada vez mais o protagonismo dos jovens pernambucanos.

“Mesmo no momento de dificuldade e de tanta confusão no Brasil a gente não pode deixar de investir na Educação, porque a mudança só acontece se a gente investir no futuro dos nossos jovens. E eu não tenho dúvida que a gente vai ter uma nova geração de pernambucanos muito mais preparados para o futuro desafiador do que gerações passadas, graças a esse trabalho e esse olhar que nós temos priorizado nos últimos anos. Hoje, nós viemos pedir mais uma vez o apoio de todos que fazem a educação em Pernambuco, que nunca nos faltaram e, ao mesmo tempo, agradecer justamente por essa trajetória", reforçou o governador.

A iniciativa, que em 2018 mobilizou mais de 20 mil estudantes da rede, já passou pelas cidades do Recife, Igarassu, Cabo de Santo Agostinho, Bezerros, Nazaré da Mata e Belo Jardim. Nesta edição, o movimento se concentrou na Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Pela manhã, alunos de diversas escolas da GRE Agreste Meridional realizaram apresentações de dança com um mix da cultura popular, envolvendo frevo, xaxado e ciranda, além de algumas bandas.


Paralelamente às ações do Polo Cultural, acontece uma das atividades mais importantes do calendário anual da Secretaria de Educação e Esportes: a reunião de Pactuação de Metas. Além de discutir as estratégias e prioridades para o ano, o encontro permite também o aprimoramento das metas que contribuem para os avanços da educação em Pernambuco. A iniciativa reuniu todos os 48 gestores escolares da GRE Agreste Meridional.

O secretário de Educação e Esportes, Fred Amâncio, destacou a importância e o simbolismo da escolha da EREM na recepção desta edição da Caravana. "Essa escola foi um dos primeiros prédios inaugurados pelo governador, e hoje a gente torna a visitá-la em seu pleno funcionamento, com mais de 800 estudantes. Uma escola viva e com bons resultados. Com certeza é uma situação que nos deixa muito contentes", frisou.

POLO ESPORTIVO – À tarde, a EREM Nossa Senhora do Perpétuo Socorro acolheu o Polo Esportivo. Entre as atividades recreativas previstas na programação estão futsal, judô, badminton, zumba, dominó, dama, pega vareta, jogo da velha e xadrez. A escola ainda será presenteada com kits esportivos e receberá a visita de Adriana Salazar, ex-nadadora e primeira pernambucana a participar de uma Olimpíada.


Silvia Maria Costa, de 18 anos, é aluna do 3º ano desta EREM e recebeu com alegria o movimento. Para ela, a Caravana é um ato de aproximação do governo com a comunidade escolar. "A Caravana da Educação abre portas para que os estudantes se confraternizam e realizem apresentações artísticas. É um espaço para que os estudantes mostrem seus talentos. Isso nos motiva bastante, e a presença do governador aqui, com a equipe dele, nos mostra que realmente existe esse compromisso com a Educação", avaliou a aluna, que teve o mesmo sentimento de gratidão compartilhado pela prefeita da cidade, Neide Reino. A gestora agradeceu a iniciativa e todo apoio que tem recebido do Governo de Pernambuco.

Participaram do evento também os deputados estaduais Sivaldo Albino e Paulo Dutra; o secretário executivo da Casa Civil José Maurício, o secretário executivo da Educação João Charamba, os prefeitos Débora prefeita (São Bento do Una), Luiz Aroldo (Águas Belas), Beta Cadengue (Brejão), Armando Duarte (Caetés), Expedito Nogueira (Calçado), Ednaldo Peixoto (Jucati), Douglas Duarte (Angelim), Arquimedes Valença (Buíque), Tonho de Lula (Iati), Marcelo Neves (Palmeirina), Matheus Calado (Terezinha), entre outras autoridades da região.

Luizinho Roldão aponta supostas irregularidades no processo licitatório para contratação de empresa para gerir feiras livres de Garanhuns

Luizinho Roldão

Em novo vídeo divulgado no fim da tarde desta segunda-feira (20.05) o pré-candidato a prefeito de Garanhuns, Luizinho Roldão, apontou supostas irregularidades no possesso licitatório para a contratação da empresa caruaruense Plena Gestão Empresarial pela prefeitura de Garanhuns para gerir as feiras livres do município.

No vídeo, Luizinho fala que a documentação apresentada pela empresa no processo licitatório não tem como ter sua veracidade comprovada, dizendo que “muita coisa tem em baixo do tapete”.

Dentre as várias irregularidades citadas por Luizinho Roldão, ele começa dizendo que “o processo licitatório foi realizado sem lei municipal dando autorização, em desrespeito à Lei Federal 9.074/95, mais precisamente o artigo 2° da referida Lei”. Dizendo ainda que a fortes indícios de que as atuais proprietárias da empresa são na verdade apenas laranjas do ex-proprietário.


Veja a seguir vídeo e nota emitida por Luizinho Roldão divulgados em sua página oficial no Facebook em grupos de WhatsApp:






Meus amigos e minhas amigas de Garanhuns.

Hoje volto a falar de um tema importante para a população do município, por envolver centenas de pequenos comerciantes, consumidores e a sociedade em geral, no projeto de terceirização das feiras livres da cidade.

Vamos fazer algumas considerações sobre essa questão, que tem sido objeto de discussão na câmara de vereadores, nos órgãos de imprensa, nas ruas e em diversos outros locais da cidade.

A concessão do serviço de “padronização de feiras” foi feita através de contrato após concorrência pública.

Esse processo foi realizado sem lei municipal que dá autorização, em desrespeito à Lei Federal 9.074/95, mais precisamente o artigo 2° da referida Lei;

Apenas uma empresa participou da licitação da Prefeitura.

No processo foi exigido pela prefeitura a apresentação de atestado de capacidade técnica.

A empresa Plena, de Caruaru, obteve esse atestado emitido em 29 de novembro de 2018, constando que a mesma presta o serviço de “padronização de feiras” para a Imobiliária Torres & Nóbrega desde o dia 14 de janeiro de 2010.

Todavia, a empresa Plena incluiu como um de seus objetos sociais a “padronização de feiras livres” somente no dia 23 de novembro do ano de 2018.

Assim, a comissão de licitação da prefeitura de Garanhuns formulou exigência para que a Plena apresentasse provas que pudessem embasar a veracidade do referido atestado de capacidade técnica.

Então foram apresentados os seguintes documentos:

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, supostamente firmado entre a IMOBILIÁRIA TORRES & NÓBREGA e a Plena Gestão Empresarial, cujo objeto seria a realocação da Feira da Sulanca de Caruaru para outro endereço e a administração da referida feira, supostamente firmado em 14 de janeiro de 2010. O documento foi assinado por Lenílson Rodrigues Torres, representante da Imobiliária,e Erich Veloso de Araújo, porém não houve o reconhecimento de firma de nenhuma das assinaturas, que pudesse comprovar a veracidade da data da produção do referido documento.

Também foram apresentadas declarações emitidas pela Associação dos Sulanqueiros de Caruaru e pela Associação dos Fornecedores de Bancos de Caruaru, ambas informando que a Plena prestou serviços de “padronização de feiras” na Feira da Sulanca desde janeiro de 2010.

O reconhecimento das firmas, contudo, ocorreram somente nos dias 06/12/2018 e 07/12/2018, respectivamente. Dessa forma, tais documentos são extemporâneos e incapazes de confirmar a contemporaneidade do referido atestado de capacidade técnica.

Jornais datados de janeiro de 2018 e janeiro de 2010, os quais a empresa Plena apresentou alegando terem noticiado que esta passou a realizar o serviço de “padronização na Feira da Sulanca", os quais li, não tem nenhuma notícia de tal fato, nem sequer chegando a citar o nome da Plena em algum momento.

A Conclusão que cheguei é a seguinte:

Os documentos apresentados não confirmam a veracidade das informações contidas no atestado de capacidade técnica.

Onde não deveriam, em hipótese alguma, serem aceitos pela comissão de licitação da prefeitura de Garanhuns. Até porque, a falsidade ideológica é crime tipificado no artigo 299 do Código Penal Brasileiro.

Na Certidão Negativa de Débitos Tributários emitida pela prefeitura municipal de Caruaru, em 28 de novembro de 2018, consta como única atividade da empresa Plena: “CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL”. Além disso, não consta nenhuma atividade no campo atividades secundárias. Que são as demais atividades exercidas na empresa além da atividade principal.

Vários documentos apresentados pela empresa Plena informam que esta presta o serviço público de “padronização de feiras” no município de Caruaru, através de subcontratação, desde janeiro de 2010.

Ora, durante os anos de 2009 a 2016 o senhor Erich Veloso de Araújo foi secretário de desenvolvimento econômico do município de Caruaru. Assim, em hipóteses alguma a empresa dele poderia prestar serviços públicos ao município de Caruaru, ainda que sob a forma de subcontratação, através de sua empresa.

A atual sócia-administradora da Plena, Daniele Ferreira, é sócia em mais oito empresas situadas em vários estados da federação.

Diante de todos os fatos aqui mencionados, há fortes indícios de que as atuais proprietárias da empresa Plena são “laranjas” do senhor Erich Veloso de Araújo, pois a empresa Plena não funciona no endereço informado no contrato de concessão (Av. Bom Pastor, 621, Petrópolis, Caruaru), conforme vídeo que fiz anteriormente.

Por fim, a empresa Plena também foi vencedora do processo de licitação, também para prestar o serviço de “padronização de feiras livres”, na cidade de Ipojuca.

Este município é governado pela prefeita Célia Sales (PTB), mãe do deputado estadual Romero Sales Filho (PTB), que, coincidentemente, fez uma “dobradinha” na cidade Garanhuns com o deputado federal Fernando Rodolfo. Este que em entrevista concedida ao programa “O Porra Voz da Notícia”, na rádio Sete Colinas FM, afirmou que é totalmente a favor da padronização das feiras livres em Garanhuns, e se posicionar de forma contrária é um ato “pouco inteligente”.

Primeiramente, eu gostaria de informar que não sou contra a modernização das feiras livres em Garanhuns. Muito pelo contrário, sou totalmente a favor. No entanto, sou contra a forma que essa suposta “padronização” vem ocorrendo em nossa cidade, onde estão sendo cobradas aos feirantes tarifas com preços absurdos.

O deputado federal eleito com boa votação em Garanhuns, também disse que se fosse o prefeito realizaria a modernização das feiras livres no município “nos mesmos moldes que estão sendo feitos pela atual gestão”.

Ora, das duas, uma: ou o parlamentar é a favor de uma concessão ilegal, tendo em vista que a realizada em Garanhuns para a padronização das feiras foi feita sem lei municipal autorizativa, ou está mal assessorado, e não foi informado que a referida concessão é ilegal.

“Tem pré-candidato à Prefeitura de Garanhuns querendo se promover com esta situação” – que “se realmente a empresa (Plena) não existir e for configurado a prática de crime, cabe ao Ministério Público e aos demais órgãos competentes apurar tais fatos”, disse o deputado Fernando Rodolfo.

Gostaria de informar que apesar de o deputado não ter citado meu nome, ficou claro que ele estava se referindo a mim, pois é fato público e notório que eu sou o único pré-candidato à prefeito de Garanhuns que denunciou estas irregularidades.

Gostaria de dizer também que é de se estranhar o parlamentar, que na campanha apoiou Bolsonaro, criticar de promoção pessoal um pré-candidato a cargo político pelo fato deste ter denunciado irregularidades.

Quem não lembra do vídeo dele na época candidato ao cargo de deputado Federal denunciado a falta de remédios no Hospital do Agreste, em Caruaru?

Quem não lembra do vídeo dele na época candidato ao cargo de deputado Federal denunciado as más condições das rodovias estaduais em Pernambuco?

Quem não lembra do vídeo dele na época candidato ao cargo de deputado Federal denunciado a omissão do Poder Público em Caruaru em relação as más condições de higiene de um dos bairros da cidade?

Creio que o combate às irregularidades que envolvem ao poder público deve ser feito pelo ministério público, pelos vereadores, pela sociedade civil organizada, pelos deputados estaduais e federais, como também por todo e qualquer cidadão.

Onde não podemos é aceitar a omissão, sejam ilegalidades cometidas em Garanhuns ou em Brasília.

Da minha parte, continuarei defendendo os feirantes, os consumidores e a população em geral, denunciando o que está errado e apresentando sugestões para melhorar a vida do nosso povo.

Muito obrigado a todos.

Luizinho Roldão