sábado, 24 de março de 2018

Edward Snowden afirma que o Facebook é uma “empresa de vigilância”


Observador

Edward Snowden, o antigo analista da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos que tornou públicos detalhes sobre os sistemas de vigilância do governo norte-americano sobre os cidadãos, criticou o Facebook na sequência das notícias recentemente publicadas sobre como a rede social permitiu que a empresa de análise de dados Cambridge Analytica recolhesse dados pessoais de 50 milhões de utilizadores para ajudar a campanha eleitoral de Donald Trump.

“O Facebook obtém as suas receitas ao explorar e vender detalhes íntimos sobre a vida privada de milhões, muito além dos escassos detalhes que voluntariamente publicamos. Eles não são vítimas. São cúmplices”, escreveu Edward Snowden no Twitter, no sábado.


O antigo agente da NSA acrescentou que “os negócios que fazem dinheiro com a recolha e venda de registos detalhados de vidas privadas foram, em tempos, descritos claramente como ‘empresas de vigilância’. O rebranding deles enquanto ‘rede social’ é a fraude mais bem-sucedida desde que o Departamento da Guerra passou a Departamento de Defesa”.


Este fim de semana, o jornal britânico The Observer (edição semanal do The Guardian) revelou que a Cambridge Analytica, empresa de análise de dados que colaborou com a campanha eleitoral de Donald Trump para as eleições presidenciais de 2016, utilizou informação recolhida em 50 milhões de perfis do Facebook norte-americanos, para prever o sentido de voto dos utilizadores e definir estratégias de comunicação digital em função dessa informação.


Veja no vídeo 5 medidas que pode tomar para proteger a sua conta do Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário