domingo, 24 de setembro de 2017

Raul Jungmann diz que violência e homicídios em PE superam os do RJ e deixa os Albinos em maus lençóis

Johny e Sivaldo Albino com seu padrinho politico Raul Jungmann

Uma pedra no sapado surgiu para o ex-vereador e atual chefe da casa civil do estado para Garanhuns, Sivaldo Albino (PPS), na última sexta-feira (22), é que durante entrevista ao vivo em um programa da GloboNews naquele dia, o ministro da Defesa, Raul Jungmann (PPS), afirmou que o número da violência e homicídios em Pernambuco é maior do que no Rio de Janeiro. A comparação é feita no momento em que a área de segurança pública é o calo principal da gestão do governador Paulo Câmara (PSB). “Aqui em Pernambuco, por exemplo, em termos relativos à violência, os crimes contra a vida, eles estão hoje superando o Rio de Janeiro”, declarou o ministro da Defesa.

O governador Paulo Câmara
Por que a declaração do ministro foi uma pedra no sapado de Sivaldo?

Simples, como todos sabem, Raul é o principal avaliador de Sivaldo no PPS, seu partido, como também é do conhecimento de todos da ligação tanto na politica, quanto pessoal de ambos, como todos também sabem, o ministro é o padrinho e principal mentor do chefe da casa civil, dito tudo isto, fica extremamente embaraçoso para Sivaldo tal declaração do ministro, quando vemos Sivaldo e seu irmão Johny Albino (PPS) defendendo, freneticamente, diga-se de passagem, o governador na área da segurança pública e demais assuntos envolvendo o estado, daí vem Raul e joga esse balde de água gelada nos Albinos, gelada não, pedrificada.

Seria extremamente engraçado, se não fosse trágico.


A comparação do ministro se deu após autorizar o Exército a fazer um cerco na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, para combater os traficantes que entram em confronto com a polícia. Ainda em entrevista, também afirmou que as tropas são requisitadas para desempenharem papéis que fogem da sua função original. Paulo Câmara chegou a comemorar no último dia 15 a redução de 7,61% no número de homicídios no Estado entre julho e agosto, passando de 447 para 413 registros de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Com a queda, foi o segundo mês com menor número de assassinatos, atrás apenas de junho, quando houve 380. Apesar dos números, foi o pior mês de agosto desde 2010.

Após a onda de violência que ocorreu no final de semana passada (16 e 17), durante a semana o governador Paulo Câmara foi alvo de cobranças não só da oposição, como também da sociedade. Além do principal calo do socialista, a violência deve ser a pauta central nas eleições de 2018. A promessa do governo é de reduzir os índices, que são os mais altos desde a consolidação do programa Pacto Pela Vida, até lá.

Eduardo Peixoto ao lado de Samara Pontes e Marcelo Jorge durante FIG 2016

O que todos já começam a perceber é que os Albinos defendem o governador seja lá como for, bitoladamente, chegando ao ponto até de esquecerem seus amigos e sua cidade.

Dizemos sua cidade porque como todos viram durante o ultimo Festival de Inverno de Garanhuns – FIG, quando ficou evidenciado para todos o fracasso do evento, com organização da FUNDARPE, os Albinos insistiram em defender o governo estadual dizendo que o FIG estava um sucesso. Outro episódio que os Albinos também se fizeram de surdos e mudos foi quando deixaram de protestar contra o governo estadual no caso do não pagamento de imediato e retroativo dos professores estaduais pelo senhor governador em Agosto, deixando os magistrados da rede estadual abaixo do piso nacional da categoria. Não vimos os Albinos defenderem os professores estaduais como tentaram mostrar defender os magistrados municipais contra o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB).

Marcos Cardoso e Sivaldo Albino
Na ânsia de brigar pelo estado, deixam de lado até velhas e grande amizades, como já é comum se ouvir nos meios políticos em Garanhuns. Dizemos o porque de tal afirmação.

Como todos perceberam, o último FIG não contou mais com a apresentação do amigo e querido comunicador da rádio Jornal Eduardo Peixoto. Sim com a apresentação do não menos querido e competente, também comunicador, da rádio Marano Marcos Cardoso.

O motivo de tal mudança?

O motivo segundo ouvimos do próprio Eduardo e de muitos, teria sido que Eduardo cumprindo seu papel de imprensa livre e imparcial, noticiou o forte indicio de que o estado estaria com a intenção de reduzir o FIG para apenas cinco dias. Por noticiar isso, teria perdido o seu posto de apresentador do FIG. Posto este perdido a pedido dos Albinos, mesmo tendo uma boa relação com Eduardo. Repetimos, ouvimos do próprio apresentador.

É por este tipo de postura diante dos problemas do governo do estado no município, que percebemos que os Albinos estão perdendo cada vez mais espaço, tanto no próprio governo estadual, aliais, perdendo não, não conseguindo ganhar, pois não tem mostrado muito prestigio. Como também se diminuem em representar a oposição em Garanhuns. Fato este que muitos já afirmam frequentemente.

Aí, para completar, vem Raul e diz que os seus afilhados estão errados em defender o governador na área da segurança pública.

Realmente seria extremamente engraçado, se não fosse trágico.


(Com informações do Blog do Jamildo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário