terça-feira, 8 de agosto de 2017

Silvio Costa defende frente de esquerda sem PSB e repudia legendas "golpistas"

O deputado federal Silvio Costa (PTdoB) - Foto: Maria Nilo/Folha de Pernambuco

Afirmando ser pré-candidato ao Senado, o deputado federal Silvio Costa (PTdoB-Avante) afirmou que vai trabalhar pela construção de uma grande frente de esquerda no Estado para as eleições do próximo ano, tendo o senador Armando Monteiro Neto (PTB) como candidato ao Governo. Tirando as legendas “golpistas”, com a qual "não marcharei", no leque de partidos que admite aliança, só descarta um: “A gente só não quer conversa com o PSB”.

“Até porque eu quero saber o que Paulo Câmara vai fazer em 2018 para pedir voto. Paulo prometeu que iria dobrar o salário dos professores. Pergunta a algum professor se dobrou. Então, qual o discurso que Paulo Câmara vai chegar, para o ano, para dizer: vote em mim”, afirmou o parlamentar em entrevista à Rádio Folha FM, 96,7.

De acordo com Silvio Costa, Paulo Câmara só tem a crise para usar como discurso.

“Ele (Paulo) usar o discurso de crise para posar de bonzinho, se vitimizar para tentar ganhar a eleição”, disparou o parlamentar.

Ao ser indagado sobre as conversas entre Armando Monteiro Neto e o PSDB e o DEM, Silvio Costa afirmou que, como líder da oposição, ele conversa com todos os partidos que discordam do Governo Paulo Câmara, mas disse acreditar que o senador buscará montar a frente de esquerda.

“Sou amigo do senador, aliado do senador. Ele sabe muito bem que defendo que a gente não faça nenhum entendimento com partido golpista. Esses quatro ministros de Pernambuco servem a um governo golpista, servem a um Governo que atende à elite paulista”, afirmou.

No entanto, alerta que não participará de qualquer aliança que envolva legendas que estão no Governo Michel Temer.

“Eu, Silvio Costa, não marcharei com esse povo”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário