sexta-feira, 23 de junho de 2017

Perguntar não ofende: Operação Força em Foco ou Operação Força na Arrecadação, eis a questão?


Deflagrada desde a manhã desta quinta-feira (22) a Operação Força em Foco chama a atenção da população em várias cidades Pernambucanas, pelo seu tamanho operacional e quantitativo de policiais envolvidos, tanto civis, quanto militares, com apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Aqui na cidade de Garanhuns, no agreste meridional pernambucano, a população de inicio ficou curiosa para saber do que se tratavam tantos policiais na rua, para logo em seguida, à medida que a informações iam surgindo através dos Blogs da cidade e região, as pessoas antes curiosas passaram a ter um sentimento de desconfiança, onde muitos diziam: “Se está nova forma, modelo, do estado lidar com a criminalidade for de agora em diante permanente e efetiva, ótimo, o governador Paulo Câmara esta de parabéns. Mas, se está operação toda, com todo este deslocamento de pessoal e equipamentos, tiver o único intuito de arrancar, através da força e coerção policial, a cota do IPVA dos contribuintes que por algum motivo ainda não pagaram, aí sim, podemos dizer que este governador que esta aí não merece nem se quer exercer o cargo que exerce.” Finaliza um morador da cidade.

Equipamentos já apreendidos pelo Estado
durante a noite em Bares da Cidade
vistoriados durante Operação Força em Foco
Pelo que apuramos e vimos durante todo o dia de ontem (22), este sentimento deste popular, não reflete só a sua opinião, mais a opinião e o sentimento da maioria dos garanhuenses, já desconfiados e ressabiados com as trapalhadas e as promessas nunca cumpridas do governador Paulo Câmara para com Garanhuns e região, a exemplo do novo hospital regional, prometido pelo já falecido ex-governador Eduardo Campos e reprometido e nunca cumprido por Paulo. Para não citar outras promessas mentirosas de uma lista infindável. Como as das cinco barragens em 2010 nas cidades arrasadas pelas fortes chuvas naquele ano e até agora só duas saíram do papel.

Acreditamos, nós do Blog do Cisneiros, que se o hoje governador Paulo Câmara (PSB), tem mesmo a intenção de dar uma nova marca a seu governo nesta questão da segurança pública, ou como bem diz o deputado estadual Álvaro Porto (PSD), da insegurança pública, está operação tem de ser permanente, como bem diz o popular acima.

Não só com este tipo de operação, mas com forte investimento no ser-humano por trás da farda, por trás do distintivo, pois, segundo acreditamos, só assim teremos melhores resultados a comemorar nesta área.

Cervejas apreendidas pelo Estado
durante a noite em Bares da Cidade
vistoriados durante Operação Força em Foco
Hoje o ser-humano por trás da farda, do distintivo, é desprovido de uma boa remuneração, como também não tem a assistência adequada do estado para lhe proporcionar e a sua família, uma boa assistência medica e habitacional. Onde muitos bravos soldados e policiais tem de muitas vezes morar, por falta de condições, lado a lado com o bandido que amanhã vai prender. Colocando assim em risco a sua vida e da sua família.

Agora, cirando ainda o popular já mencionado, se esta operação toda, com todo este deslocamento de pessoal e equipamentos, tiver o único intuito de arrancar, através da força policial, a cota do IPVA dos contribuintes que por algum motivo estão em atraso, aí sim, veremos o governador com índices ainda maiores de impopularidade dos que já tem.

Bares e restaurantes da cidade também serão alvos do Corpo de Bombeiros e vigilância sanitária, para avaliar se todos estão de acordo com a Lei. Segundo o responsável pela operação, se irregularidades forem encontradas, os estabelecimentos poderão ser fechados. "Alguns desses locais já foram apontados previamente pela Polícia Militar e vamos averiguar", disse.

A sonegação de impostos também será alvo da Operação. Auditores da Receita estarão fiscalizando trânsito de cargas, para verificar se existe esse tipo de crime. "Além disso, a Polícia Federal vai investigar a atuação de empresas de segurança", disse o encarregado da operação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário