domingo, 4 de junho de 2017

Gonzaga acredita que interligação das Bacias do São Francisco e Tocantins seja iniciada até 2018

O deputado federal, Gonzaga Patriota (PSB-PE)

O ousado projeto de interligação das Bacias do São Francisco e Tocantins poderá virar realidade antes do que se imagina, depois de tanto tempo engavetado no Congresso. Quem afirmou isso ao Blog foi o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE), autor da proposta.

Gonzaga ouviu do ministro Helder Barbalho (Integração Nacional) que já está definida a empresa vencedora da licitação para cuidar da obra. Na reunião que terá com Barbalho na próxima segunda-feira (5), o socialista já irá tratar com ele de um detalhe crucial: o ponto mais viável onde será feito o canal, que terá a capacidade de levar 300 metros cúbicos (m³) de água.

No primeiro trecho, o percurso correspondente a 28% do total, entre Porto Nacional (TO) e a Barragem de Sobradinho (BA), haverá necessidade de obras de engenharia, para a adução e elevação da água, a 600 metros de altura, de modo a transpor a serra geral de Goiás, na divisa Tocantins/Bahia.

Daí em diante, a água escoa por gravidade, ao longo de 523 km (72% da trajetória), atravessando a Chapada Ocidental da Bahia – geologicamente formada pelos arenitos do Grupo Urucuia – até seu destino final: Sobradinho.

Impacto ambiental

Perguntado se o ecossistema da região sofrerá consequências pelo fato de haver espécies diferentes de peixes no Tocantins e São Francisco, que viriam pela interligação das bacias, Gonzaga destacou que seu projeto inclui um estudo de impacto ambiental. Mas diz não ver problemas nem quanto a isso, e nem quanto à qualidade da água dos dois rios. “É muito parecida”, afirmou Gonzaga.

Início

O parlamentar ressaltou também que já existe um montante de R$ 600 milhões no Orçamento da União deste ano, oriundo de emenda nacional, que seria suficiente para o governo licitar a obra após viabilizar o projeto. Por integrar a Comissão de Orçamento da Câmara, Gonzaga espera agilizar ainda mais esse processo. “Vou trabalhar para colocarmos dinheiro para 2018”, garantiu, deixando a entender que a interligação poderá começar até o ano que vem. Ele informou que o prazo para a conclusão da obra, caso haja a necessidade, é de dois anos.

De acordo com parlamentar, enquanto a União está investindo mais de R$ 10 bilhões nos dois canais de interligação do Rio São Francisco com outras bacias, o custo deste projeto de águas do Rio Tocantins para o Velho Chico será de aproximadamente R$ 2 bilhões. (Do Blog do Carlos Brito)

Nenhum comentário:

Postar um comentário