domingo, 21 de maio de 2017

SITE DO TSE MOSTRA QUE BOLSONARO RECEBEU DOAÇÃO DA JBS

Deputado federal do PP afirma ter devolvido a quantia para seu partido que, mais tarde, transferiu a mesma quantia para sua campanha

O nome do deputado federal Jair Bolsonaro (PP) também pode estar ligado ao escândalo da Lava Jato. No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em “Consulta aos Doadores e Fornecedores de Campanha de Candidatos”, consta que ele recebeu o valor de R$ 200 mil da JBS, durante sua campanha em 2014.

Naquele ano, Bolsonaro foi reeleito deputado federal com o maior número de votos no Rio de Janeiro – recebeu mais de 460 mil votos. Uma reportagem do site Vice trouxe a questão à tona.

Clique para ampliar a imagem
O político postou um vídeo em seu canal do YouTube, onde explica que os R$ 200 mil, metade do valor gasto em sua campanha, foram devolvidos como “doação ao partido”. No entanto, na planilha do TSE, os mesmos R$ 200 mil voltam à conta de Bolsonaro, agora numa doação feita pelo fundo partidário.

Em 2014, a JBS doou mais de R$ 360 milhões a políticos. Ao lado da Ambev e da Construtora OAS, a empresa foi a que mais doou — sendo R$ 5 milhões destinados à campanha de Dilma Rousseff (PT), outros R$ 5 milhões à campanha de Aécio Neves (PMDB) e R$ 1 milhão à campanha de Eduardo Campos (PSB). Segundo Joesley Batista, dono da JBS, todas as doações da empresa eram contrapartida a propina. (Do Metrópoles)

Um comentário:

  1. Existiram e existem muitas mentiras e hipocrisias de todos os partidos e de todos os políticos.

    Quem aprovou todas as doações empresariais aos partidos e aos políticos foram exatamente os partidos que antes de 2016 faziam oposição sistemática contra o Lula e a Dilma do PT.

    A PEC legalizando todas essas doações feitas ao TSE foi aprovada por EDUARDO CUNHA com o apoio de 220 DEPUTADOS FEDERAIS.

    E foi por causa dessa PEC que a Dilma caiu do PODER ou foi golpeada do poder.Eduardo Cunha com raiva tentou derrubar o VETO DA DILMA A PEC e não conseguiu 275 votos necessários.

    A ação direta de inconstitucionalidade aprovada pelo STF e pelo Senado fez a Dilma VETAR a PEC do Cunha.

    Criaram uma celeuma contra Dilma e hoje o Brasil vê e assistem a hipocrisia e a falsidade dos que tomaram o poder em nome da Ética,da moral; a favor da operação lava jato e a favor da República de Curitiba.

    Agora foi pego com a botija nas mãos Eduardo Cunha,Michel Temer e Aécio Neves.O trio que orquestrou o impeachment.

    Quando a Globo que apoio o golpe com suas capas de veja arrombando com o Lula,sua família e dona Letícia vem em edição extraordinária anunciar esses escândalos é porque realmente a casa caiu de vez.

    Todos os 513 deputados federais,0s 81 senadores,os mais de 600 deputados estaduais com os 27 governadores estão todos envolvidos nas doações legais e ilegais, aliás, todas foram ilegais senão Eduardo Cunha e seus ex-subordinados não teriam tentado derruba a PEC vetada por Dilma.

    Somente agora acabou a parcialidade do Dr. Juiz Sérgio Moro com sua operação focalizada em apenas um presidente e um partido,um tesoureiro de um partido.

    ResponderExcluir