domingo, 21 de maio de 2017

SENHORES DEPUTADOS, DEPUTADAS, SENADORES E SENADORAS DO BRASIL


Por Silvio Costa

Chegou a hora de parar com a disputa política e pensar no futuro do país.

Precisamos de forma urgente sentar à mesa com a constituição na mão e no coração e encontrar uma saída.

O Brasil não tem condições de esperar por muito tempo o desfecho da maior crise ética e política da sua história.

Os Senhores e Senhoras sabem que com a vacância do cargo de presidente da república só temos um caminho constitucional que está escrito no artigo 81 da constituição da república. Que estabelece eleição indireta. Mesmo assim entendo que precisaríamos de uma lei complementar. Existem algumas dúvidas, por exemplo, para ser candidato seria necessária a filiação partidária? Por quanto tempo?

Não tenho dúvida que este debate ocorrerá e mais uma vez poderíamos correr o risco da judicialização.

Se todos nós entendermos que neste momento mais que nunca é preciso ouvir a voz das ruas, poderíamos aprovar uma emenda à constituição e uma lei complementar de forma urgente estabelecendo eleições diretas.

Os senhores e Senhoras também sabem que todas as vezes que ocorre um entendimento político no congresso nacional podemos antecipar os prazos regimentais até porque o plenário é soberano.

Defendo eleições diretas. É preciso que o próximo presidente, mesmo para um mandato tampão tenha a legitimidade das urnas. Estou convencido de que independente das posições ideológicas, a melhor solução é que os mais de cem milhões de eleitores mais uma vez decidam o futuro do Brasil.

A política é um eterno exercício de esperança. Vamos juntos construir um novo Brasil. Um Brasil do tamanho da sua gente. Um Brasil decente.

Silvio Costa nasceu no município pernambucano de Rio Formoso, em 23 de dezembro de 1956. Atualmente exerce seu terceiro mandato como deputado federal pelo estado de Pernambuco. Hoje esta filiado ao Partido Trabalhista do Brasil (PT do B). Foi Vereador do Recife no período de 1992 a 2002 e Deputado Estadual de Pernambuco de 2002 a 2006. É pai do deputado estadual Sílvio Costa Filho (PRB), do Advogado Carlos Costa e do Gestor Público João Paulo Costa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário