terça-feira, 9 de maio de 2017

PROJETO GLAUCOMA PASSA PELO DISTRITO DE SÃO PEDRO, SEGUINDO PARA MIRACICA

O médico da unidade, Ulisses Pereira / Fotos: Aquilles Soares – (Secom/PMG)

Em parceria com o 71º Batalhão de Infantaria Motorizado (71º BIMtz) e a Oftalmo PE, a secretaria de saúde municipal de Garanhuns disponibilizou, nesta segunda-feira (08), 180 atendimentos à população do distrito de São Pedro dentro do Projeto Glaucoma.

Foram disponibilizados exames de oftalmoscopia (exame de fundo de olho), tonometria (medição da pressão interna do globo ocular), campimetria (exame que avalia a percepção visual central e periférica da paciente), biomicroscopia de fundo (exame com lâmpada de fenda que avalia o olho em detalhes).

Já tendo concluído os atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde da área urbana, o projeto seguiu para a zona rural do município, com a Unidade de São Pedro sendo penúltima receber os atendimentos, tendo passado já pelo distrito de Iratama para encerrar hoje (09) no distrito da Miracica.

Respondendo pela Unidade Básica de Saúde (UBS) de São Pedro, o médico Ulisses Pereira esteve presente acompanhando os atendimentos durante todo o dia, o qual também foi a pessoa responsável pela parceria entre a secretaria de saúde e 71º BIMtz.

Em auxílio aos procedimentos, o 71º BIMtz enviou seis militares e disponibilizou uma estrutura de três tendas para proteger a multidão que aguardava os atendimentos do sol.

“A agente comunitária de saúde foi até minha casa e perguntou se eu queria fazer parte dessa ação e eu aceitei. É um projeto grandioso que reúne as pessoas que não podem se locomover até a zona urbana”, afirmou a aposentada Maria José Bezerra, de 61 anos.

 “Essa parceria viabilizou o atendimento a um grande público e a adesão foi um sucesso; julgo essa uma iniciativa das mais sensatas, pois não tínhamos como deslocar boa parte desses pacientes que em sua grande maioria são idosos. Avalio de forma positiva também a ação dos agentes comunitários, que foi a pessoa responsável dentro da microárea”, explicou o médico da unidade, Ulisses Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário