(87) 9.8141.4000

(87) 9.8141.4000

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Carlos Alberto, dono do Emiliano, levou jovem massoterapeuta no avião

Maila, mãe da massoterapeuta, exigiu ir junto na viagem. 

Ideia era passar alguns dias numa casa em Paraty (RJ). 

Todos morreram em acidente de avião com Teori Zavascki.

Teori Zavascki

O empresário Carlos Alberto Figueiras, de 69 anos, estava com dores nas costas por causa de uma inflamação no nervo ciático. Por essa razão, quis levar para passar alguns dias em sua casa em Paraty uma massoterapeuta. Muito jovem, a profissional só pôde embarcar no avião depois que o dono dos hotéis Emiliano aceitou levar também a mãe da moça.

O nome da mãe da massoterapeuta é Maila. O nome da filha não foi divulgado. O Poder360 ouviu essas informações de pessoas ligadas ao empresário, que morreu nesta 5ª feira (19.jan.2017) a bordo de seu avião em Paraty (RJ).

A grafia do nome da mãe da massoterapeuta e o seu sobrenome não foram confirmados oficialmente pelas autoridades apurando o acidente quando o Poder360 publicou este post nos primeiros minutos desta 6ª feira (20.jan.2017).

Maila, sua filha, o ministro do STF Teori Zavascki e o piloto da aeronave, Osmar Rodrigues, 56, foram as outras 4 vítimas no acidente.

Teori conhecia Carlos Alberto há alguns anos. Seus laços de amizade se fortaleceram quando o magistrado ficou diversas vezes hospedado no hotel Emiliano, em São Paulo, durante 1 penoso tratamento de sua mulher, que estava com câncer. Maria Helena Marques de Castro Zavascki era juíza federal e morreu aos 50 anos em agosto de 2013.

De temperamento público comedido, Teori acabou se aproximando de Carlos Alberto, uma pessoa expansiva e conhecido por ter muitas namoradas, quase sempre bem jovens. Ficaram cada vez mais amigos.

O jeito expansivo e namorador de Carlos Alberto contrastava com a imagem “low profile” cultivada por Teori. Nesta 5ª feira (19.jan.2017), a experiente jornalista Luiza Pastor publicou em uma rede social 1 texto (leia aqui) sobre como se comportava o dono do hotel Emiliano no ambiente feminino.

Segundo a jornalista, Carlos Alberto vivia “rodeado de belas mulheres, daquele tipo que se dispõe a ser mero enfeite”.

Certa vez, relata Luíza Pastor, o empresário “perguntou como fazer para encontrar uma mulher interessante, inteligente e que não pensasse apenas em seu dinheiro”. A jornalista respondeu:

“Que tal começar procurando em algum lugar que não seja o Café Photo ou o Bahamas? Se você, por acaso, conseguir encontrar uma mulher com esse perfil e, de cara, convidá-la a passar o fim de semana em sua casa de Paraty, presenteando-a com um jogo de malas Louis Vuitton, com certeza ela vai sair correndo de susto”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário