(87) 9.8141.4000

(87) 9.8141.4000

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Governo do Estado entrega Viaduto de Ouro Preto

“Esse viaduto, ao lado do elevado do Bajado, nos Bultrins, já impacta na melhoria da mobilidade de quem precisa sair e voltar da Região Metropolitana Norte da cidade. Imaginem como a situação ficará quando os dois tiverem funcionando dentro do sistema do Corredor Norte-Sul”. Foram essas as palavras do governador Eduardo Campos ao liberar, nesta segunda-feira (05/08), o trânsito pelo Viaduto de Ouro Preto, na PE-15, em Olinda. De imediato, o viaduto - o segundo a ser entregue num intervalo de seis meses - será utilizado para ajudar na fluidez do trânsito diário e misto de cerca de quatro mil veículos, em média. A partir de março de 2014, o equipamento segregará duas das suas quatro faixas, atendendo ao corredor exclusivo de Transporte Rápido por Ônibus (TRO).

O viaduto, que recebeu o nome de Senador Nivaldo Rodrigues Machado, faz parte do Programa Estadual de Mobilidade Urbana (Promob), responsável pela implantação de 100 quilômetros de corredores exclusivos na RMR. Com 360 metros e extensão por 15 metros de altura, o Viaduto de Ouro Preto precisou de R$ 10 milhões para ser erguido. “Aqui, vamos também resgatar as ciclovias que foram perdidas. A PE-15 foi a primeira experiência na RMR em que os três modais dialogavam. Por isso, vamos resgatar a ciclovia, numa margem e na outra”, garantiu Eduardo.  

O secretário das Cidades, Danilo Cabral, ressaltou o trabalho de humanização da PE-15. “Passo a passo, vamos fazendo a entrega de um conjunto de intervenções, que não só diz respeito à infraestrutura viária, mas à requalificação de toda a PE-15. São obras de urbanização, de paisagismo, além da recomposição das ciclovias, como lembrou o governador”, informou o secretário.

Com a liberação do trânsito no viaduto, o Governo do Estado vai trabalhar na requalificação da sua parte inferior, onde serão colocados equipamentos destinados à prática de esportes e lazer, entre outros. Também será construída uma passarela para os pedestres. As intervenções já começam no início de setembro. “Até janeiro do próximo ano, entregaremos os corredores e as demais intervenções para a urbanização”, destacou Danilo.

O Corredor Norte/Sul está orçado em R$ 151 milhões e vai atender a uma demanda de 180 mil passageiros, entre Recife, Olinda, Paulista, Igarassu e Abreu e Lima. Quando ficarem prontas, as 33 estações do trecho serão interligadas a quatro terminais de passageiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário