(87) 9.8141.4000

(87) 9.8141.4000

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Governo capta R$ 1,2 bilhão com BIRD para financiar políticas públicas no Estado

O governador Eduardo Campos recebeu, nesta segunda-feira (12/08), uma comitiva do Banco Mundial (BIRD), para tratar do Programa de Desenvolvimento das Políticas Públicas do Estado de Pernambuco II (DPL II). Trata-se de um empréstimo focado na construção de resultados que visem a diminuição da pobreza e a melhoraria prestação de serviços públicos. A operação é a maior já realizada entre o Estado e a instituição. O valor total do desembolso do DPL II é de R$ 1,2 bilhão e será direcionado para as 12 áreas definidas como prioritárias pelo Governo de Pernambuco, pactuadas no Mapa da Estratégia 2011-2014.

Eduardo ressaltou a forma inovadora com a qual é exigida a contrapartida dos governos para a realização do financiamento com o banco. Para ele, trata-se de uma “parceria de confiança”, que distingue a estrutura e a consolidação do modelo de gestão do Executivo. “É um projeto importante, porque não é só aplicação de recursos para realização de obras, mas é você poder medir resultados que têm impacto para a população. O que só fortalece nossa parceria com o Banco Mundial, porque também estabelecemos um elo na cooperação técnica. Ou seja, as equipes do BIRD nos ajudam a desenvolver e implantar esses projetos”, explicou o governador, durante a audiência, realizada na sede provisória do Governo do Estado, no Centro de Convenções.

O DPL II tem como tema “Pernambuco: Crescimento Econômico com Equidade”. As principais frentes de trabalho contemplam as áreas de saúde, educação e segurança, com destaque para a qualificação profissional e o ensino técnico. Por conta dos efeitos da seca, ações de recursos hídricos também ganharam atenção no programa. Segundo o secretário de Planejamento e Gestão, Frederico Amâncio, o Estado utilizará cerca de R$ 900 milhões em projetos executados até o final deste ano.

“Desde o ano passado, quando firmamos o DPL I em cerca de R$ 1 bilhão, nossa parceria com o BIRD vem se solidificando e crescendo. O DPL II está presente em praticamente todas as nossas áreas de atuação. E essa evolução para o DPL II só foi possível porque o banco entende que estamos avançando bem na execução do DPL I”, afirmou Amâncio, citando ainda os índices de investimento de Pernambuco, “comparáveis aos números de Estados como Minas Gerais, que possui um PIB quatro vezes maior”.  

“Outros Estados brasileiros já utilizam de experiências que nascem em Pernambuco para firmar parceria com o Banco Mundial. O mais interessante que vemos aqui é a sinergia entre as áreas, que são integradas, além da gestão fiscal e da capacidade de implementação dos projetos. As equipes são muito bem preparadas”, sublinhou a diretora do Banco Mundial para o Brasil, Deborah Wetzel. O DPL possui as melhores condições praticadas no mercado. O financiamento tem prazo de 30 anos e carência de cinco anos. A taxa de juros é de 1,5%, ao ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário