terça-feira, 13 de agosto de 2013

Dia Nacional dos Direitos Humanos atrai mais de 600 pessoas

Mais de 600 pessoas estiveram presentes no evento de comemoração ao Dia Nacional dos Direitos Humanos, promovido pelo Governo Municipal de Garanhuns, por meio da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania, ocorrido na manhã dessa segunda-feira (12), no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti. O evento, de grande relevância social, contemplou jovens e adolescentes estudantes, com temas transversais, chamando a atenção de todos para o conhecimento, respeito e valorização dos direitos, promovendo assim, a consciência crítica e preservação dos direitos humanos no país.

Dentre as abordagens da temática geral que tratou sobre “Direitos Humanos na Era dos Direitos”, um dos destaques foi a palestra sobre Direitos e Deveres, focado no Estatuto da Criança e do Adolescente, com ênfase no Artigo 6º, que diz respeito aos direitos, contemplando deveres coletivos e individuais. Assuntos no trato à violência física como agressões ou violência sexual e psicológica como o bullying; além do uso de drogas, bem como o consumo de bebidas alcoólicas, e até mesmo a falta de uma matrícula escolar, por exemplo, são situações que se configuram em violação dos direitos, e foram abordados no evento.

Os direitos da mulher também foram discutidos na oportunidade. Foi registrado que a liberdade de escolha e de profissões são alguns dos direitos conquistados por elas hoje, que antes viviam limitadas em prover apenas a assistência doméstica. Muitas vezes tratadas como objeto, passíveis de violências físicas e psicológicas, as mulheres viviam sem direito a conhecimentos fora do lar, aos estudos e ao trabalho. Com a inclusão social, obtenção de conhecimentos e direitos, hoje, elas se sentem mais encorajadas em denunciar quaisquer maus tratos praticados pelos seus agressores. E, assim, a prevenção da violência contra elas se torna assunto de âmbito maior hoje.

A comemoração do Dia Nacional dos Direitos Humanos contou com a presença do Conselho Tutelar, Delegacia da Mulher, Escola de Referência do Ensino Médio - EREM/ Garanhuns, bem como de outras unidades escolares estaduais; ADVAMPE, COMUD, UNOPAR, CREAS Regional, UEB – União dos Estudantes da Bahia e Comunidades Quilombolas locais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário