quinta-feira, 25 de julho de 2013

Começa o velório do corpo de Dominguinhos na Assembleia Legislativa de Pernambuco; fãs, políticos e artistas comparecem

Pontualmente às 8h desta quinta-feira (25), o corpo do cantor Dominguinhos começou a ser velado na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), no bairro da Boa Vista, Centro do Recife. Logo no início da cerimônia, que é aberta ao público, passaram pelo local artistas locais e o prefeito do Recife, Geraldo Julio. O enterro será realizado no cemitério Morada da Paz, em Paulista.

Ao lado do caixão, a filha Liv Moraes e Guadalupe, ex-mulher Dominguinhos e também cantora, receberam as primeiras pessoas que foram prestar homenagens. Entre elas, o prefeito Geraldo Julio, que prestou condolências à família. "Ele inspira muita gente, inclusive pessoas que encontram no forró uma oportunidade de vida", disse o prefeito.

Ex-mulher de Dominguinhos, Guadalupe, recebe o abraço de Geraldo Julio

"Ele adorava a vida, mas tinha consciência de que tudo o que vivemos agora é só o presente", disse Guadalupe. Como ela, apesar de triste, a família disse estar conformada e que a morte foi, na verdade, um descanso para o cantor que estava internado desde janeiro.

O filho mais velho do cantor, Mauro Moares, ressaltou o respeito que o cantor tinha pelas pessoas. "Tinha com ele uma relação de pai e filho. Sou um filho que nunca deu problema para ele. Sou tão apaixonado por ele que dei o nome dele ao meu garotinho", disse Mauro.

Mauro Moraes, filho de Dominguinhos, lembrou o respeito que o cantor tinha pelas pessoas
O cantor Alcymar Monteiro também foi um dos primeiros a chegar ao local. "A morte de Dominguinhos é uma perda irreparável para a música. Ele tinha uma maneira única de fazer forró", declarou. Para Alcymar, o músico era um exemplo de talento, honestidade e brasilidade. Paulo Wanderley, pesquisador e criador do site www.luizgonzaga.com.br, muito abalado, passou pelo local.

Cantor Alcymar Monteiro conversa com fãs de Dominguinhos antes de prestar homenagem
O corpo do cantor e compositor pernambucano Dominguinhos chegou ao Recife de madrugada, às 3h22 desta quinta-feira (25), no Aeroporto Internacional do Recife, localizado no bairro da Imbiribeira, Zona Sul do Recife. O artista foi trazido para a capital pernambucana em um voo comercial da empresa TAM.  No terminal aéreo, o fã de Dominguinhos Ricardo Carvalho contou que, apesar de morar em João Pessoa, no estado vizinho da Paraíba, não poderia deixar de prestar uma última homenagem ao ídolo. "Cheguei às 23h de ontem (quarta-feira, 24) para receber esse cantor e compositor brasileiro que deu tanto orgulho no mundo inteiro", relatou Ricardo antes de seguir para o local do velório.

Logo na chegada do corpo à Alepe, amigos e familiares se consolaram pela perda do artista que morreu na noite desta terça-feira (23), aos 72 anos, vítima de complicações infecciosas e cardíacas após uma longa luta contra um câncer de pulmão.

Não há informações concretas sobre o enterro do sanfoneiro, uma vez que a família de Dominguinhos ainda não chegou a um acordo sobre onde e quando o sepultamento será realizado. Existe a possibilidade de que o artista seja enterrado na Região Metropolitana do Recife; em Garanhuns, no Agreste do Estado, onde o cantor nasceu; ou ainda em Nilopólis, no Rio de Janeiro, onde estão sepultados os pais e irmãos de Dominguinhos.

José Domingos de Moraes havia sido hospitalizado no final do ano passado em Recife e transferido para o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, em janeiro deste ano. Antes do velório no Recife, o corpo de Dominguinhos foi velado durante esa quarta (24) na Assembleia Legislativa de São Paulo, onde um representante do Grammy Latino entregou à família do músico o prêmio ganho na categoria “Melhor Álbum de Música de Raízes Brasileiras” em 2012 pelo CD “O Iluminado”. A organização do prêmio aguardava a saída do músico do hospital para entregar o troféu.

Em Pernambuco, o governador Eduardo Campos decretou luto oficial de três dias.

SHOW - Na noite desta quinta, uma série de artistas de renome nacional fará uma apresentação em homenagem a Dominguinhos no Chevrolet Hall, no Recife. O dinheiro arrecadado será utilizado para quitar a dívida do tratamento do músico com o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internado desde janeiro.

Os ingressos para o show custam R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia entrada). A mesa para quatro pessoas sai por R$ 500 e os camarotes custam de R$ 600 a R$ 1 mil. Os bilhetes estão à venda nas lojas Renner e no Chevrolet Hall. Do NE10, Com informações de Amanda Miranda, do local

Nenhum comentário:

Postar um comentário