sábado, 27 de julho de 2013

Apresentações do Palco de Cultura Popular animaram o público do FIG

Nessa sexta-feira (26), penúltimo dia de apresentações do Palco de Cultura Popular, dentro da programação da 23ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns, a Orquestra Metais do Frevo, fundada em Garanhuns em 2006, fez o público presente dançar ao som de um dos ritmos mais contagiantes de Pernambuco. Canções como: “Trombone de Prata”, “Frevo e Ciranda”, “É bom demais” e “Nos quatro cantos”, contagiaram uma numerosa plateia que se reuniu no Largo do Colunata. Um dos momentos mais aplaudidos da apresentação, foi quando o Maestro Spok, referência no quesito frevo, subiu ao palco para participar do show.

Na sequência, a troça carnavalesca Mista Cachorro do Homem do Miúdo, que está na ativa desde 2010, alegrou os presentes com muita dança. A agremiação carnavalesca, considerada a mais antiga do Brasil, foi muito aplaudida após sua apresentação.


Outro grupo que encheu os olhos daqueles que acompanhavam a programnação foi o Caboclinho União Sete Flechas, de Goiana (PE). Como é tradição, os participantes, vestindo roupas de índio e usando cocares e adornos com penas coloridas e munidos de arco e flecha, dançaram a bacuba, o perré, bem como a tesoura, o baião e a macumba, que são típicas do Caboclinho.

Segundo José Mário Vieira, 53 anos, o Palco de Cultura Popular é o mais bonito de todo o evento. "Sempre que posso venho a Garanhuns prestigiar as atrações do Festival. Como moro em Arcoverde e é relativamente próximo, procuro me organizar para chegar mais cedo e apreciar a cultura popular tão ricamente mostrada aqui. Tenho muito orgulho de fazer parte de um Estado que dá valor a este tipo de tradição", comentou o bancário.

Logo após a apresentação do Caboclinho, o palco recebeu o Maracatu de Baque Solto Piaba de Ouro. Em seguida, o Mestre Luiz Paixão fez a animação com sua rabeca. O encerramento da programação de ontem se deu com o grupo Afoxé Oxum Pandá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário