sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Depois de ‘noite das traições’, PMDB prevê cerca de 50 votos para Renan


A contabilidade realista da campanha de Renan Calheiros à presidência do Senado aponta que ele terá cerca de 50 votos já considerando as traições. Até ontem, a campanha trabalhava com uma margem mais folgada, de 60 votos.

Os próprios peemedebistas classificaram as últimas horas de quinta-feira como “noite das traições”,  principalmente por conta das baixas do PSB e do PSDB. Mesmo assim, o PMDB trabalhou as traições em partidos que apoiam o adversário Pedro Taques, principalmente no PSDB, onde Renan tem boas relações com os tucanos.

Para ser eleito presidente do Senado, o candidato precisa de 41 votos. (Via Gerson Camarotti)

Nenhum comentário:

Postar um comentário