terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Barbosa: não há previsão para julgamento de Renan


Depois de pregar a independência entre os poderes em seu discurso na abertura dos trabalhos legislativos do Congresso Nacional na tarde desta segunda-feira, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, disse que sua presença na cerimônia não significa uma tentativa de pacificar a relação com o Legislativo.

Barbosa afirmou que deve liberar os votos em relação a cada um dos réus do julgamento do mensalão ainda esta semana, mas afirmou não haver previsão para a publicação do acórdão (íntegra da decisão), já que isso depende da liberação dos votos dos demais ministros. O presidente do STF comentou, ainda, não haver previsão para o julgamento da denúncia contra Calheiros. (Via Estadão)

Nenhum comentário:

Postar um comentário