(87) 9.8141.4000

(87) 9.8141.4000

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Bruno Araújo já vê Eduardo candidato à Presidência


As incertezas que se apresentam no cenário nacional em 2013 para os presidenciáveis Áecio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) são, na avaliação do líder do PSDB no Congresso Nacional, deputado Bruno Araújo, entraves de proporções muito parecidas. O tucano acredita que o maior desafio do governador de Pernambuco será sair “ileso” da base da presidente Dilma (PT) até abril de 2014, quando terá que se desincompatibilizar do governo, sem que seu partido perca espaço na Esplanada ou saia prejudicado nas parcerias com a União.

Bruno Araújo acredita que Campos será candidato em 2014. “Certamente, ele e Aécio serão os principais protagonistas do cenário político nacional nos próximos 20 anos, fazendo a promoção de um debate importante. Mas não vejo Eduardo mais com dimensão para ser vice. Isso há dois anos poderia ser cogitado, mas hoje não cabe mais”, analisou.

Já Aécio Neves, segundo Bruno Araújo, precisará trabalhar até outubro para conquistar a unidade no PSDB e quebrar a resistência de setores do DEM. “Os dois têm perfis muito parecidos. São netos de lideranças importantes da política, começaram como auxiliares de seus avôs e se elegeram governadores de Estados muito politizados. Além de serem da mesma geração. A disputa será grande”, ponderou em entrevista nesta terça-feira (29) Rádio JC/CBN.

O deputado lembrou ainda que foi a vitória sobre o PT no Recife que deu ao governador outra dimensão no cenário nacional. “Eduardo teve uma vitória política significativa porque ficou com uma prefeitura que estava há 12 anos nas mãos do PT. Isso trouxe ele definitivamente para o debate nacional. Agora é aguardar o desempenho da gestão”, alertou. (Via JC on Line)

Nenhum comentário:

Postar um comentário