segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Panfletos apócrifos acirram clima de campanha em Bom Conselho

Tiros na casa da secretária de saúde da cidade
Do Portal do Diário de Pernambuco

A prefeita de Bom Conselho, Judith Alapenha (PDT), se encontrará nesta segunda com o comandante geral da Polícia Militar de Pernambuco, coronel Luís Aureliano, para pedir mais proteção policial para o município durante a campanha política. O apelo se dá em virtude do clima de insegurança vivido na cidade, localizada a 282 quilômetros do Recife. A situação se agravou após um helicóptero de pessoa não identificada soltar, do alto, vários panfletos apócrifos contra um de seus principais adversários, Danilo Godoy (PSDB). O material ilegal foi distribuído no sábado e trouxe informações sobre o suposto envolvimento do tucano no assassinato do professor paraibano de jiu-jitsu, Rufino Gomes de Araújo Neto, 27 anos, conhecido como “Morceguinho”. O crime ocorreu em João Pessoa, na Paraíba, em 25 de janeiro do ano passado. 

O resultado da propaganda irregular contra o tucano foi o acirramento da disputa eleitoral no município. A prefeita nega envolvimento na distribuição dos panfletos, diz estar preocupada, mas os aliados de Danilo Godoy atribuíram a provocação anônima a seu grupo político, já que ela é candidata à reeleição. 

Judith Alapenha conversou com o Diario por telefone. Ela explicou que orientou todo seu grupo político a ficar em casa, neste domingo, em virtude de risco de morte. Segundo ela, o momento é tão delicado que a casa de sua secretária de Saúde, Denize Vilela, foi alvejada por cinco tiros na madrugada do domingo, o que está sendo investigado pela polícia. 

“Ninguém se feriu, mas eu estou com medo de sair de casa”, afirmou a prefeita. “Ele (Danilo) acha que eu tenho alguma coisa a ver com a distribuição dos panfletos apócrifos, mas não estamos envolvidos nisso”, acrescentou. 

Segundo a prefeita, logo depois da distribuição ilegal dos panfletos, na tarde deste sábado, parte do comércio teve que fechar as portas por conta de atos de vandalismos protagonizados pelos aliados de Danilo Godoy. Ela disse que parte do seu material de campanha exposto na cidade também sofreu danos.

Danilo Godoy é suspeito de ter matado o professor de jiu-jitsu, com ajuda de mais dois jovens de Bom Conselho, em João Pessoa. Ele teria sido morto por conta de uma briga ocorrida no dia 23 de janeiro, último dia do Fest Verão de 2011, envolvendo o furto de uma garrafa de uísque. Testemunhas disseram que Morceguinho se envolveu na briga para defender um amigo e virou vítima dos pernambucanos dois dias depois, após a premeditação do homicídio. O candidato, entretanto, ainda não foi condenado.

Um comentário:

  1. A policia já apurou que os tiros foram efetuados pelo proprio esposo da secretaria de saude. foram apreendidas armas em sua residencia. os disparos foram efetuados na porta da garagem e no momento o carro não estava do lado de dentro da casa

    ResponderExcluir