(87) 9.8141.4000

(87) 9.8141.4000

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Prefeita de Bom Conselho envia nota à imprensa

Acusada de ainda não ter decretado a “situação de emergência” em Bom Conselho, devido a seca que atinge toda região, priorizando as festividades juninas do evento denominado de Forróbom, em detrimento as famílias de agricultores que vivem na zona rural do município, a prefeita da cidade, Judith Alapenha, rechaça a acusação e divulga nota à imprensa apresentando a sua versão dos fatos.

Segue abaixo a nota em sua integra:

É lamentável perceber como será a disputa pela gestão de Bom Conselho. Antes mesmo de começarmos as passeatas, as conversas com os moradores, os comícios, as discussões saudáveis de apresentações de propostas, já notamos a barbaridade que prejudica as pessoas e Bom Conselho de uma forma geral. Jamais eu, como gestora responsável e preocupada com o bem dos bomconselhenses, me preocuparia com festa antes das pessoas. Outro perigo é a falta de informação de quem tenta administrar essa cidade, por isso, relembro aos moradores, o cuidado na hora da escolha. Decretamos a situação de emergência sim. Desde março, enviamos documentação para o Estado mostrando a situação do município, através do decreto 010/2012. A medida teve como base, Relatório Técnico diagnosticando através de fotos e de dados que, principalmente para o homem do campo, a situação é preocupante devido aos efeitos causados pela seca. O decreto estabelece que a situação de anormalidade é válida para áreas dos município comprovadamente afetadas pelo desastre natural. Para prorrogar o Estado de Emergência, outro decreto foi feito, o 015/2012. Toda a documentação aguarda ser homologada pelo Governo do Estado.

Informação é coisa séria, fere os envolvidos e prejudica o direito que a população tem, o de saber a verdade. E essa certamente não é a informação correta. Os canais de informação, seja blogs, jornais, rádio ou televisão, além dos profissionais que buscam a informação, seja jornalista diplomado ou não, precisam apurar mais, procurar os responsáveis, entender o que está acontecendo para não tratar a notícia como produto de lucro, muito menos como arma de propaganda política. Repito: informação é coisa séria. Portanto, não corram o risco da parcialidade e da notícia tendenciosa. Da próxima vez, analisem o site da Prefeitura de Bom Conselho, onde os decretos estão disponíveis para todos.

Falaram ainda que a Forrobom seria prejudicada após o decreto do estado de emergência, pois assim os repasses do governo estadual não seriam feitos para a realização da festa. Na verdade, todos os anos, o governo do estado não repassa um só centavo para os pólos municipais do São João. A contribuição da Fundarpe se dá através da doação de atrações musicais. Dessa forma, o governo evita a figura dos "empresários" de bandas, negociando diretamente os valores das atrações, obtendo melhores preços, economizando recursos públicos e dando mais austeridade ao processo.

Judith Alapenha
Prefeita de Bom Conselho - PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário