terça-feira, 29 de maio de 2012

Em Abreu e Lima, Câmara Municipal aprova isenção de taxa pública para feirantes

A proposta apresentada ontem na Câmara Municipal de Abreu e Lima pelo vereador Cícero Moraes (PTB) que pede a isenção de taxas públicas aos feirantes do município, logo após serem transferidos para o novo centro comercial construído às margens da BR 101, foi aceita por unanimidade pelos vereadores da Casa Antonio Amaro Bezerra. O vereador petebista justificou o projeto de apoio aos feirantes temendo uma redução inevitável das vendas dos comerciantes, já nos primeiros meses em que estiverem trabalhando na nova área.

Para que seja válida a proposta, o ofício será enviado ao prefeito Flávio Gadelha, que deverá acatar ou não a solicitação feita pelos vereadores.  "Pedimos um prazo de tolerância de 24 meses a prefeitura, por que achamos que este tempo é necessário para que todos os feirantes se adaptem também ao novo local onde irão comercializar seus produtos", esclareceu Cícero Moraes. Entre as taxas que teriam os pagamentos dispensados estão as concessões de alvará e taxas com despesas de água, energia, conservação e segurança. Na indicação, o vereador ainda sugere, que estas despesas sejam assumidas pela prefeitura.

"É no mínimo sensato a prefeitura compreender que logo nos primeiros meses, os feirantes  sofrerão com a diminuição em suas vendas, não podendo assim, se preocupar com outros gastos que poderiam muito bem ser dispensados pela administração. Para o vereador, a população precisará também de um período de tempo para se adaptar com a nova área do centro comercial para que comece então a frequentar a nova feira livre. "Espero que o governo seja sensível aos feirantes neste primeiro momento, até que as vendas se normalizem para eles", pontuou Cícero Moraes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário