sexta-feira, 18 de maio de 2012

Agentes de saúde reclamam de desconto indevido e déficit no número de profissionais em Bom Conselho


No município de Bom conselho, a 275 km da capital pernambucana, Recife, a Associação dos Agentes de Saúde do município, acusa a prefeita da cidade, Judith Alapenha, de não repassar a totalidade dos recursos enviados pelo ministério da saúde para o pagamento das suas gratificações, com a justificativa por parte da prefeita, pelo não repasse da totalidade, como sendo parte do desconto do imposto patronal. 

Não aceitando tal justificativa, alegando inclusive que tal desconto nem aparece nos contracheques dos servidores, o presidente da associação da categoria, Paulo Farias, já entrou com várias ações na justiça contra a o poder público municipal, pedindo o cancelamento do desconto e consequentemente o repasse integral. 

Ainda segundo o presidente da associação, em todas as ações, sete ao total, os agentes já obtiveram vitórias, mas a prefeitura, sempre entra com recursos e consegue adiar o pagamento aos funcionários. 

A associação também acusa a prefeitura de manter um déficit no número de agentes trabalhando, permanecendo a mesma quantidade de 75 agentes desde o ano de 1997, ano em que foi criada a função. O líder dos agentes fala que de acordo com as normas do ministério da saúde, hoje o número de agentes teria de ser de 120, apontando com isso uma carência de 45 profissionais em Bom Conselho.

Clique no vídeo acima e veja entrevista dada pelo presidente da associação dos agentes de saúde de Bom Conselho, Paulo Farias, ao Blog do Cisneiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário