quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

RMR tem a menor taxa de desemprego desde 1997


A taxa de desemprego na Região Metropolitana do Recife é a menor desde 1997, segundo dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), divulgada hoje (31/01) pela Agência Condepe/Fidem em parceria com o Dieese. Segundo o levantamento, o Grande Recife apresentou um índice de 12,2% em dezembro de 2011, o menor resultado para toda a série histórica, iniciada em novembro de 1997. 

“A pesquisa reflete o quadro econômico do Estado, fruto de um crescimento superior à média nacional. O crescimento na geração de empregos em Pernambuco também foi apontado pelos levantamentos feitos pelo Ministério do Trabalho e pelo IBGE. Nesses cinco anos do Governo Eduardo Campos, estamos chegando a 500 mil novas vagas com carteira assinada criadas no Estado”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Geraldo Júlio.

Segundo a pesquisa, a RMR apresentou um crescimento de 6% no nível de ocupação, a maior do País, enquanto a média nacional ficou em 2,1%. Em seguida vêm Porto Alegre (3,0%), Fortaleza (2,4%), São Paulo (1,9%), Distrito Federal (1,7%), Salvador (0,9%) e Belo Horizonte (0,3%).

O destaque na geração de empregos foi a criação de vagas com carteira assinada no setor privado, que apresentou um aumento de 10,3%, o maior crescimento entre as ocupações. A ampliação da oferta de postos de trabalho veio acompanhada também pela alta do rendimento real dos ocupados (12,7%) e dos assalariados (15,3%), o que mostra um incremento no poder de compra da população.

Entre os setores econômicos, o maior crescimento na quantidade de pessoas ocupadas foi registrado na Construção Civil (21,6%), seguido por Comércio (7,4%), Serviços (5,7%) e Indústria de Transformação (1,4%). As atividades de serviços, comércio e construção civil da RMR apresentaram os maiores crescimentos relativos entre as regiões pesquisadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário