sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

PE e EUA formalizam parceria para ensino do inglês na rede estadual

Eduardo Campos e Wendy Sherman / Foto: Eduardo Braga/SEI

Os governos de Pernambuco e dos Estados Unidos selaram em definitivo a parceria que está possibilitando aos alunos da rede estadual o aprendizado da língua inglesa. Na tarde desta sexta-feira (03), o governador Eduardo Campos e a subsecretária para Assuntos Políticos dos EUA, Wendy Sherman, assinaram o documento que formaliza o apoio americano ao programa “Ganhe o Mundo”, lançado em novembro de 2011.

Também participaram da solenidade o embaixador dos EUA no Brasil, Thomas Shannon e a Cônsul no Recife, Usha Pitts. Para Wendy Sherman, o acordo celebra uma longa história de troca de experiências entre os EUA e Brasil. A embaixadora elogiou a iniciativa pernambucana. “Parabenizamos o Governo de Pernambuco pela iniciativa pioneira de investir em treinamento da língua inglesa para professores e alunos”.

A parceria abrange ainda ações que visam a formação educacional, profissional e técnica de professores da rede estadual.  “Temos a convicção de que esse programa está ajudando a tornar a escola de nível médio atrativo. É um passo importante na construção de uma escola pública mais próxima do desejo de nossos alunos”, destacou o governador.

O Ganhe o Mundo engloba três eixos de atuação. O primeiro é a promoção de aulas de inglês e espanhol para 24 mil alunos em 273 escolas estaduais de 124 municípios pernambucanos. As primeiras turmas tiveram início no dia 21 de novembro. Em maio serão selecionados os 800 alunos do curso que mais se destacaram nas aulas.

Após a seleção, os estudantes vão passar por um período preparatório – que inclui acompanhamento psicológico – até embarcarem para o exterior, em setembro. Além dos EUA, Canadá, Nova Zelândia e Inglaterra receberão os estudantes que optaram pelo inglês. Espanha e países da América do Sul são destino daqueles que escolheram o aprendizado em espanhol. Os contemplados terão passagens, seguro saúde e estadia gratuitos. Além disso, receberão uma ajuda de custo de US$ 300 dólares por mês.

Outra frente do programa é a capacitação do professorado da rede estadual. Cinco especialistas na língua inglesa virão dos EUA para capacitar ao longo do ano 450 docentes. “Essa colaboração trará as mais avançadas e recentes ferramentas do ensino da língua inglesa para as salas de aula desse estado”, assegurou Wendy Sherman, que amanhã fará um sobrevôo no Porto de Suape para conhecer o empreendimento.

Pernambuco vai injetar cerca de 400 mil dólares (cerca de R$ 690 mil) na capacitação do professorado e nas despesas indiretas relacionadas ao projeto. Como contrapartida, o governo americano vai investir outros 150 mil dólares, que englobam as despesas com um dos especialistas, os custos da viagem e do material didático.

O terceiro eixo e último eixo do programa vai beneficiar 50 alunos da Escola Estadual Santos Dumont, no Recife.  Os estudantes vão receber bolsas integrais de estudo por dois anos completos para o curso de inglês no centro binacional Associação Brasil-America.

Nenhum comentário:

Postar um comentário