domingo, 12 de fevereiro de 2012

Indústria de Pernambuco amplia vagas de empregos e aumenta salários

Recife vista de Olinda
A oferta de empregos na indústria pernambucana teve um crescimento de 4,6% em 2011, segundo Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes), divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). O resultado obtido pelo Estado foi o segundo melhor do País, ficando atrás apenas do desempenho da indústria do Paraná, que registrou crescimento de 5,4%. Em relação à folha de pagamentos, a remuneração paga aos trabalhadores pernambucanos cresceu 12%, o maior resultado do País – quase três vezes a média nacional, de 4,2%.

Na comparação com os demais estados da Região Nordeste, Pernambuco liderou a geração de empregos industriais, enquanto no Ceará houve uma queda de 1,8% e a Bahia registrou um crescimento de 1,7%. A média da região foi de um incremento de 1,3%. Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Júlio, o resultado revela o quanto o contexto econômico de Pernambuco é diferenciado em relação aos outros estados da região.

“O crescimento do valor da folha de pagamentos mostra que além de gerar mais oportunidades, os empregos criados são de melhor qualidade, remunerando melhor, o que é bom para os trabalhadores pernambucanos”, destaca Geraldo Júlio. De acordo com o secretário, a tendência é que o desempenho mantenha a trajetória de crescimento nos próximos anos, com a entrada em operação das unidades industriais atualmente em construção no Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário