domingo, 22 de janeiro de 2012

Amanhã protesto terá dois alvos: aumento de passagem e ''ditador Eduardo Campos''


Do Blog de Jamildo

Nesta segunda-feira (23), estudantes de Pernambuco voltam a protestar contra o aumento das passagens de ônibus aprovado na última sexta-feira (20). Os novos valores começam a vigorar neste domingo (22). (Veja os votos do reajuste)

A manifestação está marcada para as 8h, novamente na Rua do Hospício, em frente ao Ginásio Pernambucano.

Mas, desta vez, o protesto também terá outro foco. Os organizadores do movimento pedem que os manifestantes levem flores contra "o ditador Eduardo Campos", como eles chamam o governador na convocação para o ato. Estudantes reclamam do Governo do Estado por conta da atuação da Polícia Militar que, na última sexta, usou spray de pimenta, bombas de efeito moral e balas de borracha contra os jovens que bloquearam ruas tanto pela manhã, quanto pela tarde. Alguns manifestantes atacaram com pedras.

Um policial chegou a dizer aos estudantes, diante dos jornalistas, que havia ordens para não deixar que ninguém impedisse o trânsito.

Na semana passada o governador, que tem sido criticado nas redes sociais, acompanhou toda a movimentação à distância, pois estava cumprindo agenda nos Estados Unidos. Ele chega ao Recife neste domingo.

Blog do Kleber Cisneiros

Bem, como se vê na matéria acima, não é só em Garanhuns e em São Paulo, como matéria publicada no Estadão, que se chama o Governador Eduardo Campos de Coronel, mas agora também os estudantes no Recife.  Sem falar, nas últimas declarações desastrosas, proferidas pelo secretário de Imprensa do Estado, Evaldo Costa, chamando os membros do PC do B de mendigos, ao responder provocação de um internauta, feita pelo Twitter, dizendo que o governador Eduardo Campos deveria, depois do conflito entre estudantes e batalhão de choque da PM, sair fantasiado com um cassetete na mão no Carnaval.

Para outro internauta, ainda emendou: "Como fica o PCdoB trabalhando num governo com este perfil? Por que não se demitem da Secretaria de Ciência e Tecnologia”?

Com isso tudo, e outras mais, fica a pergunta. Será que os 89% de aprovação, que o Governo do Estado recebeu em última pesquisa de opinião, não estaria fazendo com que alguns dos seus integrantes, bem como, alguns aliados, perdessem a noção da realidade?

E agora José, para onde?

Nenhum comentário:

Postar um comentário