quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

O Egoísmo do PSB - O partido das estrelas



Nesta semana anterior, vimos uma grande notícia nacional - a reeleição por aclamação "sem concorrentes" do Governador de Pernambuco para presidente da executiva nacional do Partido Socialista Brasileiro. 

Com a presença de várias personalidades políticas do partido e também de outros partidos, o PSB - da mesma forma como o Partido dos Trabalhadores PT, revela seus intentos para 2014 - emplacando ai quem sabe, a candidatura de Eduardo Campos para Presidente do Brasil com uma coligação com o PSD - "partido de aluguel" pelo qual foi criado por Gilberto kassab, sem nenhum voto nas urnas e no entanto uma enxurrada de políticos de todo Brasil, tantos vereadores, deputados, prefeitos - dos quais eram filiados em outros partidos, migraram para legenda.

Mas será se o PSB - do qual Ciro Gomes tem mais experiência, com duas candidaturas para Presidente, além do mais é bem mais conhecido nacionalmente do que Eduardo Campos - será se o Brasil trocaria o voto  à Serra, Ciro Gomes, Aécio Neves, Geraldo Alckmin - por um novato nacionalmente?

Mesmo sabendo eu que Pernambuco tem uma das mais fortes e mais bem articuladas políticas do Brasil, pelo qual, o próprio Luíz Inácio Lula da Silva, saiu do ventre desta terra, que se dividem em Zona da Mata, Agreste, Sertão e Litoral.

O PSB  - objetiva, no seu mais interior, na verdade é  "tomar o poder do PT" ou falando menos acentuadamente - ir para a Presidência do Brasil. 

Será se as intenções de Eduardo Campos, que ganhou as eleições em Pernambuco para governador com mais de 80% dos votos - uma vitória esmagadora contra Jarbas Vasconcelos, do qual já estava no poder a muito anos, será se o Partido dos Trabalhadores tem algum plano B para anular os intentos do PSB, e mais, será se o PMDB já teria articulado um plano para compor uma aliança com o PSB ou frustrar as nobres intenções de Eduardo Campos ?

Prefiro particularmente Ciro Gomes como Presidente do Brasil, em 2014.

E onde vai entrar as "injustas" intenções do secretário de Habitação da Prefeitura do Recife Sebastião Rufino, à mando do Governador Eduardo Campos e com a anuência de FBC em querer tomar um mandado legítimo e correto, pelo qual nem o Ciro Coelho jamais obteve 30 mil votos fechados para Deputado Estadual somente em Petrolina.

A família coelho de Petrolina sabe, como eu sei muito bem disto, somente uma pessoa como Fernando Bezerra Coelho "o pai e não o filho" teria capacidade para governar Petrolina com maestria. 

Mas o ministro e futuro ex ministro, não tem mais seu domicílio eleitoral em nossa cidade Petrolina PE e além de ser um ato de abandono, seria mais desastrado ainda, colocar o filho como futuro prefeito, pelo qual não tem nenhuma preparação política, para assumir tamanha responsabilidade.

Mas o Dep. Odacy Amorim que foi soldado de FBC - herdou um pouco da forma de governo de FBC, basta olhar os seus 2 anos de governo e comparar aos 4 anos de Júlio Lóssio - e veremos, como Petrolina desenvolveu em apenas 2 anos, míseros 2 anos somente.

Tenho certeza, que a mudança já começou. Em 2012, teremos diversos candidatos a Prefeito de Petrolina.

Nunca mais, nunca mais, nunca mais, a família coelho voltará ao comando da Prefeitura de Petrolina, se não formar uma liderança igual ou superior ao de Fernando Bezerra Coelho, e Fernando Filho não é esta liderança.

Mas graças a Deus, que o PSB rejeitou a estrela de Odacy Amorim, quando era socialista e achando Eduardo Campos, que detinha o comando por completo do PSB, Odacy Amorim - com sua atitude corajosa e poderosa, revelou para todo o Brasil que o PSB é tão frágil quanto o PT.

Agora vai. 

Viva à Democracia do Brasil

Moraes de Carvalho 
Presidente do PSDC 27 
Petrolina PE 

Nenhum comentário:

Postar um comentário