segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Grupo pode abandonar Eduardo, em Garanhuns

Audálio Ramos Filho
É possível que o PSB de Eduardo Campos sofra um esvaziamento em Garanhuns. O assunto corre a boca-miúda naquela cidade, depois que Nivaldo de Azevedo Costa passou a cogitar entrar na disputa pela Prefeitura, em 2012. O seu nome já estaria sendo costurado nos bastidores, com o apoio da Comissão Provisória da sigla.

“Um grupo liderado por Nivaldo já ameaça deixar o PSB”, garantiu Audálio Ramos, ex-presidente do PSB municipal e hoje atual presidente do PSDC local. Ele explicou que de 2000 para cá, o partido do governador Eduardo Campos vem sofrendo instabilidade.

De acordo com o ex-dirigente, em 2005 o diretório municipal recebeu a missão de fortalecer a legenda. “Demos início a um trabalho que foi feito até 2008, quando houve a destituição do diretório”, lembrou. Aldálio ainda recordou que com ele saíram mais de 80 filiados ao diretório de Garanhuns, isso porque não concordavam com a indicação para as eleições municipais da época, o que também poderia acontecer agora, caso o governador insista na tese de Antônio João Dourado. “Naquele momento tínhamos uns 20 pré-candidatos a vereador e 15 deles desistiram da disputa”.

Projeto

Hoje, o PSB de Garanhuns, cidade com mais de 86 mil eleitores, tem 332 filiados. Para disputar a próxima eleição, o partido quer indicar além do candidato majoritário, pelo menos 15 nomes para a Câmara Municipal.

*Colaboração Rivânia Queiroz

Nenhum comentário:

Postar um comentário