sábado, 29 de outubro de 2011

Nova Direção do PSB Estadual ensaia recuo na candidatura do prefeito de Lajedo em Garanhuns e tenta desvincular do Palácio

Sileno e Eduarda Guedes / Foto: Daniela Gusmão
Do Blog da Folha

Adotando um discurso mais cauteloso e sem querer entrar em rotina de colisão com o PTB do senador Armando Monteiro Neto, o futuro presidente do PSB, o secretário estadual de Articulação Regional, Sileno Guedes, quis desvincular do Palácio do Campo das Princesas a ordem para que o prefeito de Lajedo, Antônio João Dourado (PSB), transferisse o domicílio eleitoral para Garanhuns, com vistas nas eleições de 2012.

Para Sileno, raciocinar essa lógica seria 'apequenar' a discussão, uma vez que o governador Eduardo Campos (PSB) está cada vez mais engajado aos temas da pauta nacional. O socialista aproveitou o espaço para tecer elogios ao neosocialista, reforçando ainda mais a tese de que a iniciativa da transferência partiu única e exclusivamente do prefeito de Lajedo.

"A gente tem que separar as coisas. A transferência do domicílio eleitoral do prefeito de Lajedo para Garanhuns não foi decisão do governador, mas de Antônio Dourado. Ele é um prefeito maduro e sabe o que faz. Não é correto apequenar a discussão, como querem fazer", defendeu primeiramente, para logo admitir: "O PSB fez o jogo que a legislação impõe".

Para o futuro presidente estadual do PSB, o partido fez as movimentações dentro do prazo que determina a legislação eleitoral, mas que isso não implica, necessariamente, em candidaturas. Sileno Guedes disse que a orientação se aplica aos demais partidos da Frente Popular em Pernambuco. "As candidaturas serão discutidas mais a frente, onde veremos se o PSB vai conseguir viabilizar ou não as postulações. Isso se aplica aos outros partidos da Frente. Não é momento de discutir eleição, até porque tudo que for discutido corre o risco de mudar lá na frente", cravou.

Sileno Guedes considerou legítimas as movimentações dos partidos em busca de se cacifar nos municípios, de olho em 2012. "Essa movimentação é salutar até para podermos sentar à mesa, no futuro, e ter opções", minimizou.


Conversas com partidos

O novo dirigente do PSB disse que teve uma conversa com o presidente estadual do PT, o deputado Pedro Eugênio, ontem (27), em Brasília. Apenas de ambos estarem na capital federal, não houve um encontro pessoal para debater tratativas eleitorais. Sileno Guedes informou que após realizar os congressos estadual e nacional do partido, vai procurar as legendas aliadas para intensificar as conversas.

Parece mesmo que de agora em diante a culpa de todas as mazelas e o que há e foi feito de errado no PSB Estadual vai ficar nas costas do ex-dirigente afastado do cargo Milton Coelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário